Programa Saúde na Escola inicia atividades nesta quinta-feira

Publicado em 17/07/2014 Editoria: Saúde
As atividades deste segundo semestre letivo do Programa Saúde na Escola (PSE) serão iniciadas nesta quinta-feira (17), na Escola Municipal de Educação Infantil Carmem de Jesus Franca, na Praia Campista. Na oportunidade, a coordenação  do programa vai ministrar palestra sobre o tema “Higiene” e destacar a importância da verificação da situação vacinal dos estudantes.
 
A novidade é que a partir deste período, o programa vai ampliar o atendimento para 25 escolas municipais. A previsão é chegar a um total de 10.416 estudantes. Entre as escolas que entraram na nova adesão do programa estão Colégio Municipal Pedro Adami, Engenho da Praia, Coquinho, Sana, Onilda Maria da Costa e Carmem de Jesus França. No primeiro semestre, 23 unidades municipais foram contempladas, atendendo mais de 8 mil alunos.
 
De acordo com o coordenador do PSE, Marcelo Machado, a finalidade da rede municipal é reforçar as atividades. “O programa trabalha com a atuação dos grupos de trabalho intersetoriais focados na gestão, construção e planejamento compartilhados. A intenção é promover o desenvolvimento da saúde dos alunos”, disse. Já a subsecretária de Educação na Saúde, Cultura e Esportes, Mônica Couto, destacou que a proposta é contribuir para formação integral com vistas ao pleno desenvolvimento dos estudantes.  
 
Ações - Também neste segundo semestre, os estudantes de três escolas municipais receberão cartão SUS. São elas; Elea Tatagiba de Azevedo (Aroeira), Maria  das Dores Souza Tavares (Morro de São Jorge) e Joffre Frossard (Centro). O cartão SUS terá impresso o número nacional de identificação único, fazendo com que o aluno possa ser atendido em qualquer unidade e serviço do SUS em todo o país. 
 
Outros trabalhos são desenvolvidos no Programa Saúde na Escola (PSE) como palestras sobre consumo consciente e influência da publicidade, identificação de doenças negligenciadas aos alunos, além de ações de combate à dengue. No trabalho também estão: promoção de segurança alimentar e alimentação saudável; ações de Saúde Ambiental e Desenvolvimento Sustentável; Saúde Mental; Promoção da Cultura de Paz e Direitos Humanos; e prevenção de violência. No cronograma de ações também haverá reforço da triagem oftalmológica, medição de peso e altura, saúde bucal e identificação de alteração da linguagem oral.
 
Na pauta estão ainda trabalhos como oficinas e palestras sobre saúde e prevenção nas escolas; direito sexual e reprodutivo; além da prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST); e ao uso de álcool, tabaco, crack e outras drogas. Outro ponto é que os profissionais da rede municipal de ensino também recebem o Programa Saúde do Trabalhador na área odontológica.
 
O PSE conta com ação conjunta das seguintes equipes: Estratégia Saúde Família, Coordenadoria de Área Técnica de Alimentação e Nutrição (CATAN), Subsecretaria de Odontologia, Centro de Referência do Adolescente (CRA), Divisão de Educação e Saúde, Coordenadoria Extraordinária de Políticas Sobre Drogas, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), subsecretaria da Infância e Juventude, e equipes da Saúde na Escola e Nutrição.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)