Plano de incentivo a formalização do setor turístico é debatido em Búzios

Publicado em 30/06/2014 Editoria: Turismo
Divulgação

Divulgação

A Prefeitura de Búzios, por meio da Secretaria de Turismo, e em parceria com a Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, promoveu um encontro nesta quarta-feira, dia 26, com o setor turístico, objetivando apresentar o Plano de Trabalho do Projeto de Incentivo à Formalização da Atividade Turística no Rio de Janeiro.

 

O projeto, que integra o Programa Nacional do Turismo – Prodetur, visa à formalização dos indivíduos que operam no setor turístico para que, desta maneira, possa contribuir para a qualificação dos serviços prestados e aumentar a sustentabilidade dos negócios, estimulando a participação dos empresário, prestadores de serviços e do governo.

 

O Prefeito André Granado falou sobre a importância das melhorias no município para atrair um turista de qualidade. "Em Búzios, tudo está ligado ao turismo. Ao aperfeiçoar as áreas essenciais do município, o morador ganha qualidade de vida, e a leva para o visitante, pois é este morador que trabalha no setor turístico", enfatizou André.

 

De acordo com Patrícia Reis, coordenadora técnica do projeto, este primeiro encontro abre espaço para identificar os pontos essenciais a se trabalhar no município, haja vista a necessidade da formalização do setor para que o turista tenha uma boa experiência na cidade. "A informalidade é sinônimo de falta de qualidade, além de desmotivar as empresas formais, pois se torna uma concorrência desleal", disse ela que, daqui a 15 dias, visitará as empresas para estabelecer o perfil da cadeia do segmento turístico.  

 

Para o Secretário de Turismo, José Márcio dos Santos, o pontapé inicial para a melhoria do turismo no município é a união e o empenho de todos os empresários do setor. "Com este trabalho em conjunto, incentivamos a qualificação do nosso turismo, que só vem com a formalização, pois, com a legalização, as empresas ganham vantagens e o turista ganha na melhoria dos serviços, o que faz com que eles voltem ou indiquem o destino para outros visitantes", disse o Secretário.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)