Celso de Mello envia pedido de apreensão de celular de Bolsonaro à PGR

Publicado em 22/05/2020 Editoria: Geral

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, encaminhou à Procuradoria-Geral da República (PGR), nesta sexta-feira, três notícias-crime apresentadas por políticos e partidos contra o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Em uma delas, assinada por PDT, PSB e PV, está uma solicitação de busca e apreensão do celular do presidente e de seu filho, Carlos Bolsonaro. Além deles, o partido pede também investigação dos celulares do ex-ministro Sergio Moro, do ex-diretor geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, e da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP).

A notícia-crime foi apresentada após as denúncias de Moro sobre interferência política de Bolsonaro na PF. Celso de Mello deverá decidir sobre o sigilo do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril, considerado uma peça central no caso, também nesta sexta-feira.

Nos despachos de encaminhamento das notícias-crime à PGR, o ministro escreveu que "apurar a efetiva ocorrência dos ilícitos penais noticiados" é um "incontornável dever jurídico do Estado".
Não há prazo para que o procurador-geral da República, Augusto Aras, analise os documentos.

› FONTE: O Dia