Deslizamento mata homem e soterra duas crianças em Petrópolis

Publicado em 13/02/2020 Editoria: Cotidiano

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias registrou seis deslizamentos de terra em virtude da chuva desta terça e quarta-feira em Petrópolis. A chuva forte já persiste por mais de 24 horas na cidade. As ocorrências foram nas ruas Ananias de Morais, em Corrêas, Glauce Rocha, no Independência, Dr. Bina Calembe, em Nogueira, Avenida Ipiranga, no Centro, rua Alberto de Oliveira, na Mosela e rua Henrique Paixão, no bairro Floresta, onde os bombeiros resgataram duas crianças com vida dos escombros de uma casa. Ambas foram encaminhadas ao Hospital Santa Teresa e passam bem. No mesmo local um homem de 34 anos também foi retirado da lama já sem vida. Três residências estão interditadas e as famílias estão em casa de parentes.

Nas últimas 24 horas, o maior índice acumulado está no bairro Independência, com 86,6 milímetros. No mesmo período, no São Sebastião, choveu 76,6 milímetros. Neste momento, a Defesa Civil está em estado de atenção, por causa da previsão de chuvas fortes até a próxima quinta-feira. Todo o contingente de 52 agentes permanece de prontidão para atender aos possíveis chamados dos moradores.

“É importante que os moradores que vivem em áreas de risco tenham atenção redobrada, já que existe a previsão de mais chuva para hoje e amanhã. A população deve ligar para o 199 e informar caso haja alguma ocorrência”, afirma o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato. Além disso, ele também reforça que o contingente permanece de plantão 24 horas para realizar os atendimentos à população.

“As nossas sirenes estão funcionando normalmente. Caso sejam acionadas, os moradores devem procurar por um local seguro, seja um ponto de apoio, igrejas ou escolas, ou até mesmo, a residência de parentes”, completa o coronel Paulo Renato. Em caso de qualquer sinal de instabilidade no imóvel ou terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva à Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos.

› FONTE: O Dia