Surpresas encantaram público no espetáculo ‘Oz, Mágico e Poderoso’

Publicado em 02/12/2019 Editoria: Cultura
Outros grupos de alunos que surgiam da plateia aumentavam ainda mais o envolvimento do público com o espetáculo

Outros grupos de alunos que surgiam da plateia aumentavam ainda mais o envolvimento do público com o espetáculo

Não foram poucas as novidades deste ano do espetáculo de encerramento do ano letivo da Escola Municipal de Dança (EMDança), inspirado do filme ‘Oz, Mágico e Poderoso’. A Secretaria de Cultura junto à EMDança se esmerou para promover oito apresentações, no Teatro Municipal de Macaé, no sábado (30) e domingo (1). Um total de 580 alunos, fora bailarinos interpretando personagens, também do corpo do Centro Integrado de Estudos do Hip-Hop (CienH2) premiados no Festival de Joinville-SC, apresentaram, com impecáveis figurinos, cenário inovador com projeções em 3D e iluminação especial, um show que emocionou a plateia.

O cenário com projeções em 3D em três telas no palco já despertava a curiosidade do público, cerca de 2.500 pessoas, desde o foyer do Teatro, onde os óculos especiais foram distribuídos. A integração entre cinema e espetáculo de dança foi criativa e bela desde as primeiras cenas, quando flores, beija-flores e borboletas projetadas foram representadas por crianças da EMDança. Outros grupos de alunos que surgiam da plateia aumentavam ainda mais o envolvimento do público com o espetáculo, surpreendente a cada cena.

Além das novidades cenográficas, outra agradou bastante aos familiares dos estudantes. Este ano, eles poderão baixar fotos e filmagens editadas de todas as apresentações gratuitamente. Elas serão disponibilizadas na página @Secretaria de Cultura de Macaé (Facebook). Os óculos especiais entregues ao público também foram oferecidos aos presentes pela Secretaria de Cultura para a apreciação destes registros.

"É um trabalho gratificante. A cada ano, a Escola Municipal de Dança se supera e encanta o público que já chega esperando um resultado como este. Agradecemos a dedicação dos funcionários da Secretaria e da EMDança e aos professores por este espetáculo impecável e elogiado por toda a plateia", disse o secretário de Cultura, Thales Coutinho.

"Nunca me imaginei fazendo um espetáculo em 3D. Tenho que agradecer à prefeitura, à secretaria e a todos os funcionários da EMDança. É uma honra para mim ser servidora pública devido aos pais nos confiarem seus filhos para realizarmos este trabalho", salientou a diretora da EMDança, Cláudia Tenório.

"Emocionante. Sou daquelas que chora. Maravilhoso. É um momento de sensação de conquista pela dedicação de cada profissional e nossa. A correria do dia a dia vale a pena", disse Luciene Ribeiro, moradora do bairro Parque Aeroporto e mãe de Rebeca (11).

Rebeca fez Ballet aos três e quatro anos de idade. Depois de uma pausa, retornou para a dança em 2018, desta vez no Jazz. Nesta atividade, a sua mãe a percebe mais alegre, criativa e relaxada. A menina estava muito empolgada para a apresentação, que para ela é um momento mágico. “Lindo, muito lindo!”, frisou.

As coreografias do espetáculo ‘Oz, Mágico e Poderoso’, dirigido pela professora de Dança Contemporânea, Luize Helena Pessanha, foram elaboradas pelos professores da EMDança. No Ballet Clássico atuam: Andreia Ventapane, Juliana Miranda, Gabriella Gripp, Cristine Ximenes, Marcelo Lima e Eduardo Mury. No Jazz, a professora Renata Farah e nas Danças Urbanas, Thiago Moreth.

Também a Galeria de Artes Hindemburgo Olive (GaHO), na entrada do teatro, foi decorada com banners alusivos aos cenários das cenas. O espaço foi utilizado como estúdio pelos familiares dos alunos, que fotografaram as crianças e jovens com seus figurinos após os espetáculos.

› FONTE: Secom Macaé