Castello Branco: petróleo acima de US$ 100 é coisa do passado

Publicado em 31/10/2019 Editoria: Economia

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse ontem (30) duvidar que o preço do barril de petróleo volte a superar os US$ 100. Ao receber um prêrmio em nome da estatal na Offshore Technology Conference (OTC) Brasil, Castello Branco afirmou que o setor precisa de mais eficiência e custos menores.

"Preços tão altos quanto US$ 100 o barril são coisa do passado", disse Castello Branco em um discurso de agradecimento proferido em inglês. "Temos que encarar a competição, não só de dentro da nossa industria [do petróleo]."

Castello Branco afirmou que as empresas de diversos setores da economia estão tendo que se reinventar com recursos como a inteligência artificial e alertou que a indústria do petróleo não está "em uma ilha isolada e protegida".

Apesar disso, o presidente da estatal afirmou que não é "um fã de projeções apocalípticas" sobre a demanda global por petróleo e ressaltou que setores importantes da economia vão continuar a depender dos seus derivados.

A previsão da Petrobras é que a demanda por energia no Brasil cresça 34% no período 2019-2020, e a demanda por óleo e gás, 38%. Neste cenário, a participação dessas fontes no consumo de energia no país aumentará de 50% para 51% até 2040. 

A Petrobras foi premiada com o Distinguished Achievement Award pelo conjunto de soluções desenvolvidas para a produção de óleo e gás no campo de Libra, no pré-sal da Bacia de Santos. Castello Branco elogiou a qualificação do corpo de profissionais da Petrobras e disse que este é o maior ativo da companhia.

› FONTE: Agência Brasil