Ganhador da Mega-Sena se apresenta em banco para receber prêmio de R$289 milhões

Publicado em 14/05/2019 Editoria: Geral

A Caixa Econômica informou que o ganhador do concurso 2150 da Mega-Sena apresentou-se em uma das agências para receber o prêmio. O sortudo que ganhou R$ 289 milhões é do estado de Pernambuco. Conforme o banco, o processo é integralmente auditado e possui certificação ISO 27001 e WLA-SCS.2012. "Por questões de segurança do cliente e de sigilo bancário esses são todos os dados que serão divulgados", disse o banco em nota.

O apostador garantiu sozinho o prêmio, com o jogo simples de R$ 3,50. O valor é o maior prêmio regular da loteria. A aposta vencedora foi realizada pela internet, através do site Caixa Econômica Federal.
Os seis números sorteados na noite de sábado foram: 23 - 24 - 26 - 38 - 42 - 49.

Segundo o banco, 838 apostas acertaram a quina no valor de R$ 30.450,20, cada. Já 56.994 fizeram a quadra, que vai pagar R$ 639,59 para os vencedores. O prêmio chegou ao valor recorde após uma série de 14 rodadas com prêmio acumulado, a maior série na história da loteria. A última vez que a Mega-Sena teve uma série com tantos sorteios acumulados foi em 2006, quando o concurso teve 12 rodadas sem que ninguém ficasse com o prêmio máximo.

O prêmio só havia acumulado por um período tão longo em 2002 e 2004, mas nunca havia chegado a mais de 12 sorteios sem ganhador. Os números de todos os sorteios mostram que 2019 tem sido até agora o ano mais difícil de se obter o prêmio máximo.

Neste ano, a bolada tem saído uma vez a cada nove sorteios (foram 4 ganhadores em 37 rodadas). No ano passado, o número era um prêmio máximo a cada cinco sorteios, e essa média já chegou ser de um ganhador a cada 2,8 sorteios em 2013. Naquele ano, houve 37 ganhadores nos 105 sorteios da Mega realizados ao longo dos 12 meses.

Levando em conta a Mega da Virada, o prêmio previsto para o sorteio 2.150 ocupa o terceiro lugar entre as maiores premiações da história, perdendo apenas para os sorteios realizados em 31 de dezembro de 2017 e 2018, que pagaram, respectivamente, R$ 302 milhões e R$ 306 milhões.

Com informações do Estadão Conteúdo

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)