Paixão de Cristo emociona público em Rio das Ostras

Publicado em 20/04/2014 Editoria: Cotidiano

Um encontro de muita fé e emoção. Na noite desta Sexta-Feira Santa, dia 18, a encenação da Paixão de Cristo em Rio das Ostras atraiu milhares de turistas e moradores à Avenida Beira-Rio, no Centro. 

Dirigido por Ginaldo de Souza e com texto de Benjamim Santos, o espetáculo teve a participação de renomados artistas e de atores locais e do Centro de Formação Artística do Município. Entre os destaques, Milton Gonçalves, na pele de Pilatos; Maurício Mattar, como Caifás; e Miguel Thiré, que mobilizou o público interpretando os últimos passos de Jesus antes de sua morte na cruz. 

A atriz Claudia Byspo, de Rio das Ostras, comoveu a plateia no papel de Maria, mãe de Jesus. Durante 80 minutos de apresentação, o belo espetáculo mesclou som, iluminação e grandes performances. O palco de três níveis de altura, o último com três metros, garantiu ampla visibilidade do cenário e artistas. 

Para Milton Gonçalves, atuar na encenação da Paixão de Cristo exige emoção e sintonia com o público. “Participar do espetáculo é um renovar da fé, um despertar para Jesus Cristo. Sempre sou bem recebido em Rio das Ostras. Tenho bons motivos para voltar à cidade”, elogiou o ator, que em dezembro atuou - ao lado da atriz Ângela Vieira - no Auto de Natal, em Rio das Ostras, na Concha Acústica da Praça São Pedro. 

Ginaldo de Souza acredita que, além de fortalecer a fé, o espetáculo tem a missão de fazer com que a plateia reflita sobre o sofrimento das mães no dia-a-dia dos centros urbanos. “Esta história é bem atual. Queremos lembrar que temos muitas ‘Marias’ em todo o Brasil, mulheres que choram a morte de seus filhos assassinados”, destacou o diretor. 

Alessandra Gouveia, do Rio de Janeiro, assistiu ao espetáculo ao lado do marido e três filhos e aprovou a organização. “É a primeira vez que venho à encenação da Paixão de Cristo em Rio das Ostras. Costumo frequentar a cidade no final do ano e durante o Carnaval. A estrutura com posto médico e lugares reservados só para idosos é ótima”, afirmou. 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)