Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia discutem por causa de reforma da Previdência

Publicado em 24/03/2019 Editoria: Política

Em visita ao Chile, neste sábado, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre a reforma da Previdência e rebateu as críticas feitas por Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, sobre a falta de articulação política do governo. "A bola agora está com o Parlamento. Eles vão com toda certeza aperfeiçoar e bola para frente. O que é articulação? O que está faltando eu fazer? O que foi feito no passado? Eu não seguirei o mesmo destino de ex-presidentes, pode ter certeza disso", disse, antes de embarcar para o Brasil. Mais cedo, em um café da manhã com empresários no Chile, ele disse que &39;infelizmente&39; no Brasil há algumas pessoas que &39;não querem largar a velha política&39;.

Maia diz que atrito com governo em relação à Previdência é &39;página virada
Nos últimos dias, o governo está sendo alvo de reclamações de parlamentares, que criticam a falta de diálogo do Palácio do Planalto com o Congresso. Os políticos também cobram o preenchimento de cargos de terceiro escalão, geralmente ocupados por pessoas indicadas por aliados. Maia disse, ainda, que o governo precisa se envolver mais nas negociações para aprovação da reforma da Previdência. "É importante que o governo acerte na articulação. Ele não pode terceirizar a articulação, como estava fazendo. Transfere para

o presidente da Câmara e para o presidente do Senado uma responsabilidade que é dele e fica criticando: &39;Ah, a velha política está me pressionando, estão me pressionando&39;. Então ele precisa assumir essa articulação, porque ele precisa dizer o que é a nova política", afirmou Maia.

A relação entre Maia e o Palácio do Planalto se desgastou nos últimos dias. Na quarta-feira, ele teve um atrito com o ministro da Justiça, Sergio Moro, sobre a tramitação do pacote anticorrupção enviado pela pasta a Câmara. Na sexta, ele afirmou que Bolsonaro precisa dedicar &39;mais tempo para cuidar da reforma da

› FONTE: O Dia