Dia D de combate ao Aedes aegypti será nesta quinta-feira

Publicado em 19/02/2019 Editoria: Saúde

 O Dia D de combate ao mosquito Aedes aegypti será na quinta-feira (21). As ações de mobilização coordenadas pela Secretaria de Saúde, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), integrarão diversas secretarias em pontos da cidade. Neste dia todos os setores da prefeitura e a população deverão fazer uma vistoria para eliminar os criadouros do mosquito. "É fundamental que todos participem para que nada possa servir de criadouro para os Aedes", destacou o diretor-geral do CCZ, Flávio Paschoal. 

Durante o Dia D serão realizadas orientações e atividades de combate aos criadouros do mosquito transmissor da dengue, chicungunha e zika. Os agentes de combate a endemias realizarão ações de vistoria e orientação no Hospital Público Municipal (HPM), pronto-socorro do bairro Aeroporto, Restaurante Popular e nas praças Veríssimo de Melo e Washington Luiz. O Grupo de Teatro Arte em Saúde (Grutas) se apresentará na Veríssimo de Melo, a partir das 9h.   

Segundo a gerente de Vigilância em Saúde, Daniela Barros, o evento tem como objetivo promover a sensibilização e a conscientização da população sobre a necessidade de realizar semanalmente uma vistoria em suas casas. "A mobilização é um reforço na luta contra o mosquito", ressaltou.

Nesta Dia D também haverá vacinação contra a febre amarela e sarampo, para as pessoas que ainda não receberam a dose. A imunização estará disponível nas unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF) e no Centro Integrado de Administração da Saúde (CIAS), localizado na Rua Darcílio Possati, 134, no bairro Visconde de Araújo.

No Centro Integrado de Administração da Saúde, também está funcionando a base operacional do Comitê Gestor de Combate ao Aedes. No local estão concentrados servidores de diversas secretarias. A população pode se dirigir ao Cias para fazer reclamações, denúncias, orientações e até levar amostras de larvas para análise.

Alunos participam com atividades educacionais

Todas as escolas da rede municipal estarão trabalhando o tema durante a semana. Serão produzidos cartazes e murais, redações, paródias, além de palestras, exibição de filmes e concurso de slogan. De acordo com a Daniela, a ideia é fazer com que os alunos sejam multiplicadores dessas informações em suas casas e no bairro onde moram.

Cuidados

O diretor-geral do CCZ, Flávio Paschoal, lembrou que nos levantamentos realizados pelos agentes, os depósitos para armazenamento de água ao nível do solo como caixa d&39;água, tambor e tonel predominam como os principais criadouros do mosquito, seguidos dos vasos e pratos de plantas e recipientes de degelo de refrigeradores e bebedouros.

"Durante todo o ano, os agentes de endemias realizam o trabalho de casa em casa, fazendo a eliminação de criadouros e tratamento focal do imóvel, com aplicação de larvicida, com o objetivo de exterminar as larvas existentes, além de promover orientação", explicou, acrescentando que as atividades estão sendo intensificadas nos bairros que apresentam maior índice.

Orientações do CCZ:

– Guarde as garrafas, baldes ou latas vazias de cabeça para baixo;

– Lave com escova e sabão as vasilhas de água e de comida dos animais pelo menos uma vez por semana;

– Retire a água da bandeja externa da geladeira pelo menos uma vez por semana. Lave a bandeja com sabão;

– Não deixe acumular água na parte debaixo das torneiras de bebedouros e filtros de água;

– Trate a piscina com cloro;

– Guarde os pneus velhos sem água, em locais cobertos.

Serviço

O Centro de Controle de Zoonoses conta com o Disque Dengue 0800- 0226461. Pelo telefone, os moradores podem fazer solicitações e sugestões.

› FONTE: Secom Macaé