Prefeito de Macaé defenderá investimento em campos maduros na ANP

Publicado em 13/06/2018 Editoria: Geral
O prefeito de Macaé vem buscando mecanismos para impulsionar a economia de Macaé com campanhas como

O prefeito de Macaé vem buscando mecanismos para impulsionar a economia de Macaé com campanhas como "Bacia de Campos

O prefeito de Macaé, Dr. Aluizio, participará dia 29 de junho, no Rio, de audiência pública na Agência Nacional do Petróleo (ANP) para defender a regulamentação da resolução que reduz a alíquota de royalties em poços maduros de petróleo, ainda não contabilizados, de 10% para 5%. A alteração é apontada como alternativa para ampliar os investimentos do pós-sal na Bacia de Campos.

- A alteração para 5% seria apenas na curva incremental. A medida estimula o investimento no pós-sal. Trata-se de assegurar o que se tem hoje e garantir que vai haver produção por mais tempo, com mais emprego e mais avanço - destacou o prefeito, que pontuou a mesma proposta em encontro na Fundação Getúlio Vargas (FGV), na semana retrasada.

De acordo com ele, o mercado sinalizou no encontro com a FGV a importância de projetos em campos maduros. A queda do número de barris produzidos, de sondas (de 100 passaram a ser 16) e de empregos são fatores apontados por Dr. Aluizio, que demonstram a necessidade imediata de reaquecer o mercado maduro de óleo e gás, mesmo com a economia de Macaé já demonstrando sinais de avanço.

- O município inaugurou três hotéis recentemente, o mercado está se adaptando a uma nova realidade com trabalhadores sendo recontratados, mesmo que com salários menores. Macaé é a principal base de petróleo no Brasil, mas só com a política de redução de royalties na curva incremental teremos a Bacia de Campos revitalizada e gerando mais emprego nos campos do pós-sal - ressaltou.

A alteração na curva incremental, em cima do fator de recuperação, visa gerar mais investimentos em plataformas e em tecnologia e, com isso, garantir o incentivo à revitalização da produção de campos maduros.

O prefeito de Macaé vem buscando mecanismos para impulsionar a economia de Macaé com campanhas como "Bacia de Campos, é preciso investir" e "menos royalties, mais emprego". O governo municipal também comemora a volta do calendário dos leilões: a segunda e terceira rodadas do pré-sal (2017), a quarta do pré-sal (2018) e a 14ª rodada de licitações de petróleo e gás no pós-sal (2017).  Em março desde ano, foi realizada a 15 ª rodada de licitações do pós-sal: a bacia liderou o ranking com R$ 7,5 bilhões dos R$ 8 bilhões arrecadados em bônus de assinatura na contratação de nove blocos.

Consulta e Audiência Pública

Consulta e Audiência Pública acontecerão dia 29 de junho, das 13h às 17h, no J W Marriott Hotel Rio de Janeiro - Copacabana, precedida de Consulta Pública já em andamento. O evento acontecerá com o objetivo de obter subsídios e informações adicionais para a redação final da resolução que regulamentará o procedimento para concessão de incentivo para redução de royalties sobre produção incremental em campos maduros.

Mais informações no site da ANP: http://www.anp.gov.br/consultas-audiencias-publicas/em-andamento/4449-consulta-e-audiencia-publicas-n-09-2018

› FONTE: SECOM Macaé