Macaé presente em lançamento de campanha pelo fim do trabalho infantil

Publicado em 12/06/2018 Editoria: Geral

Doze de junho é o Dia Mundial e Nacional de Combate ao Trabalho Infantil. Nesta terça-feira (12), o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, está sediando o lançamento da campanha "Não proteger a infância é condenar o futuro", promovida pelo Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI). Macaé participa do encontro a fim de ampliar no município ações que promovam a discussão do tema e colaborem para a erradicação do trabalho de crianças e adolescentes.

O objetivo da campanha é realizar maiores mobilizações fazendo com que as informações cheguem até as famílias, professores, e todos que tenham contato direto com esse público.

- Muitas pessoas não conhecem muito bem a definição do que é trabalho infantil. Existem muitas situações desse tipo que as pessoas acham que é normal. A ideia é levantarmos essa questão, identificar os casos, e fazer o encaminhamento da criança que está nesse contexto aos serviços de proteção - explica a coordenadora de Infância e Juventude, Cíntia Rasma, que participa do evento de lançamento nesta terça-feira.

Os prejuízos da exploração do trabalho infantil são inúmeros e atingem desde a própria vítima em si, como toda a sociedade. "A criança que é inserida no mercado de trabalho sofre diversos problemas. Estatísticas apontam, inclusive, que este público é mais propício a largar precocemente os estudos. O momento é de disseminarmos as informações, seguindo a linha dessa campanha mundial, e combatermos essa prática", conclui Cíntia.

O encontro no Museu do Amanhã acontece até as 17h desta terça com oficinas e apresentação de informações do cenário do trabalho infantil no Brasil. No país, as principais ocorrências de crianças em trabalho infantil estão relacionadas ao tráfico de drogas; serviços domésticos; abuso e exploração sexual; produção de cana de açúcar; trabalho com e no lixo, entre outras.

A Coordenação da Infância e Juventude de Macaé está ligada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade.

› FONTE: SECOM Macaé