Pedofilia em foco: semana previne abusos

Publicado em 15/05/2018 Editoria: Geral
Algumas instituições de ensino também serão visitadas durante essa semana

Algumas instituições de ensino também serão visitadas durante essa semana

A Semana Municipal de Combate à Pedofilia acontece até sábado (19). Diversas ações estão sendo realizadas para alertar sobre o tema pela Coordenação de Infância e Juventude da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade. O ponto alto é o encontro de prevenção ao abuso sexual contra criança e adolescente, nesta sexta-feira (18), às 9h, no Paço Municipal.

Nessa data se celebra o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes. Na ocasião, haverá bate-papo com crianças assistidas pelos Centros de Referência de Assistência Social (Cras). "O público- alvo desse evento é constituído por crianças com pouco acesso à informação ", informa Cíntia Rasma, coordenadora de Infância e Juventude.

Algumas instituições de ensino também serão visitadas durante essa semana. O objetivo é disseminar informações sobre abuso sexual, uma vez que esse assunto é pouco discutido: muita gente tem receio de falar a respeito. "Precisamos trabalhar em termos de prevenção", assegura ela, pontuando que a Lei Municipal 3590/2011 criou a Semana Municipal de Combate à Pedofilia em Macaé.

Nesta segunda-feira (14), cerca de 50 funcionários da Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade se mobilizaram no Centro de Convivência do Idoso (CCI), quando a secretária Tatiana Pires, falou sobre a importância da prevenção nesses casos. "É necessária a elaboração de políticas preventivas que englobem todas as áreas desse público: educação, saúde, segurança e convívio familiar", comentou.

Desde o ano de 2010, o trabalho de combate à pedofilia em Macaé tem sido intensificado. "Nestes oito anos realizamos caminhadas de conscientização, seminários, audiências públicas e mobilizações populares em bairros como o Parque  Aeroporto, Barra de Macaé, Aroeira e outros, reunindo cerca de mil pessoas", explica Cíntia.

Por que 18 de maio?

Neste dia, em 1973, uma menina de oito anos, chamada Aracely, de Vitória (ES), foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado e os seus agressores nunca foram punidos.

Com a repercussão do caso e forte mobilização do movimento em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Desde então, esse se tornou o dia para que a população brasileira se una e se manifeste contra esse tipo de violência.

Para denunciar em Macaé

Para denunciar casos de abusos sexuais contra crianças e adolescentes os moradores de Macaé têm acesso ao disque 100 ou aos Conselhos Tutelares, disponíveis nos seguintes endereços e telefones:

Conselho tutelar I e II.
Endereço: Rua da Igualdade, 890 - CEP: 27913-140.
Bairro: Imbetiba.
Tel.: (22) 2762-0405 (22) 2762-9971 (22) 99847-9156.

Conselho Tutelar III.
Endereço: Rua Valdomiro Arcângelo, 90 - CEP: 13023-100.
Distrito: Glicério.
Tel.: (22) 2793-4050 (22) 2793-4044 (22) 99237-3722 / 99813-6535.

› FONTE: SECOM Macaé