Friburgo comemora a chegada de cinco caminhões com medicamentos

Publicado em 21/03/2014 Editoria: Geral

“Durante minha gestão não haverá falta de medicamentos em Nova Friburgo”. A declaração é do Secretário Municipal de Saúde, Luis Fernando Azevedo, que nesta quinta-feira (20) comemorou a chegada de cinco caminhões com medicamentos que serão distribuídos entre o Hospital Raul Sertã, UPA – Unidade de Pronto Atendimento – e postos de saúde da cidade.

Luis Fernando aproveitou a oportunidade para informar que mandou abrir uma sindicância para apurar o que provocou a situação de desabastecimento de medicamentos na cidade recentemente e que os culpados serão identificados e responsabilizados.

“É inadmissível esse desabastecimento e na minha gestão isso não vai acontecer. Estamos lidando com a vida de pessoas e a sindicância vai apontar os responsáveis pelo problema que afetou o Raul Sertã, a UPA e os postos de saúde”, enfatizou Luis Fernando.

Ele acrescentou ainda que esses medicamentos que chegaram nesta quinta-feira vão suprir as necessidades durante pelo menos dois meses, mas as novas licitações vão garantir o abastecimento por mais tempo, algo em torno de um ano, o que vai facilitar o atendimento aos doentes. Segundo Luis Fernando, esses medicamentos chegaram graças à agilidade que ele conseguiu imprimir no andamento de uma licitação que começou em janeiro.

A cidade recebeu medicamentos importantes como antitérmicos, anti-inflamatórios, anti-hipertensivos, antibióticos e analgésicos, ou seja, insumos, medicamentos fundamentais na saúde básica, revelou ainda Luis Fernando, que levou representantes da mídia ao seu gabinete, onde exibiu todo o plano de obras e projetos que pretende implementar no setor de saúde da cidade.

“Quero aqui fazer um agradecimento público ao prefeito Rogério Cabral, à vice-prefeita Dra Grace Arruda, aos servidores de todas as áreas da prefeitura e vários médicos importantes da nossa cidade, que, quando souberam que eu seria o Secretário da Saúde, me ofereceram apoio incondicional”, declarou o secretário.

MS

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)