Rio das Ostras inicia operação para ordenamento do trânsito até Macaé

Publicado em 21/03/2014 Editoria: Geral
Nos primeiros dias de operação, o tempo de congestionamento passou de três horas para 30 minutos

Nos primeiros dias de operação, o tempo de congestionamento passou de três horas para 30 minutos

Desde a última se­gunda-feira, dia 17, a RJ-106, que liga Rio das Os­tras até a cidade de Macaé, vive um novo cenário. Para a melhoria do trânsito e aten­dendo a uma das principais reivindicações de morado­res, estão sendo realizadas pela prefeitura, operações de ordenamento do trânsito, no período de 6h às 10h, a fim de diminuir os constantes engarrafamentos que ocor­rem na rodovia. Nos quatro primeiros dias de ações, o re­sultado da fluidez no trânsito foi definido com satisfatório pelos técnicos. As operações estão sendo feitas com as se­cretarias de Segurança Públi­ca e de Transportes e apoio de agentes da Polícia Rodo­viária do Estado (BPRv) e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

Para dar início as opera­ções, a Secretaria de Trans­portes Públicos, Acessibili­dade e Mobilidade Urbana coletou dados a fim de rea­lizar estudos de impacto do trânsito. Segundo o secre­tário Edson Luiz Pereira, após as ações, as equipes se reúnem para analisar os re­sultados e discutir soluções. “Estamos buscando atender uma das maiores reivindi­cações da população de Rio das Ostras. As ações têm sido altamente produtivas e a ten­dência é que elas evoluam”, explicou.

Nestes primeiros dias, o resultado da fluidez na rodo­via foi bem satisfatório. De acordo com dados da secreta­ria, já na terça-feira, dia 18, o tempo de congestionamento passou de três horas para 30 minutos. Por volta de 8h30, o fluxo de trânsito já era nor­mal. O morador de Rio das Ostras, Matheus Fiuza, que trabalha na Zona Especial de Negócios (ZEN), contou que, todos os dias, costuma gastar cerca de 1h30 de casa ao tra­balho e ficou surpreso com a rapidez com que chegou nes­ta quarta-feira, dia 19. “Che­guei a ZEN em 20 minutos. É a primeira vez que vejo uma ação para tentar resolver o problema do trânsito. Tra­balho aqui há cinco anos e já era tempo de se fazer alguma coisa”, disse.

As operações na RJ- 106 ganharam o reforço do DER-RJ, a partir de quarta­-feira, quando uma equipe chegou para contribuir no estudo de soluções para o trânsito na via. Segundo o prefeito Sabino, o resultado dessa ação é fruto do tra­balho integrado das equi­pes que estão apoiando. “Vemos no rosto de cada um a satisfação de resolver um problema, sabendo que essa ação faz a diferença na vida de muita gente”, disse o prefeito, lembrando que a operação continuará até a construção da ponte no li­mite entre as duas cidades, mais ampla do que o acesso atual, que deve melhorar o tráfego.

NOVOS ESTUDOS

O diretor de operações do DER-RJ, José Hylen, e o superintendente do depar­tamento, Roberto Ferreira, estiveram em Rio das Ostras e se comprometeram a dar mais atenção ao município e realizar um novo estudo dos pontos de fiscalização na via, que também receberá obras e nova sinalização. O prefeito Sabino também tem conversado com as empresas de transporte comercial e de passageiros que operam na cidade, buscando a colabora­ção nos horários de rush. Ele propõe que, nos horários de pico, os caminhões e ônibus optem pela Rodovia do Con­torno. Na próxima semana, o prefeito receberá diretores da Petrobras, maior cliente das empresas de transporte, para buscar soluções nesse sentido.

Ainda de acordo com da­dos da secretaria de Trans­portes Públicos, em 1 hora e meia, passam pela rodovia 2.415 veículos automotores. Desse total, 94% são veí­culos particulares (2.271) e apenas 6% (144) de veículos de transporte público. O es­tudo também aponta que a ponte na divisa dos dois mu­nicípios é o principal ponto de engarrafamento, em vir­tude do efeito de afunila­mento no local.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)