Estado zera ICMS da carne e cria atratividade para vinda de novas indústrias

Publicado em 19/03/2014 Editoria: Economia
Decreto do governador  isenta de ICMS estabelecimentos que processem e/ou industrializem carne no território no Estado do Rio de Janeiro.

Decreto do governador isenta de ICMS estabelecimentos que processem e/ou industrializem carne no território no Estado do Rio de Janeiro.

Decreto do governador Sérgio Cabral foi publicado no D.O. da última terça-feira (18)
Além de seu grande mercado consumidor, o Estado do Rio de Janeiro passa a contar a partir de agora com mais um fator de atração e manutenção de indústrias de processamento de carnes. O Decreto 44.658, assinado pelo governador Sérgio Cabral e publicado no Diário Oficial da última terça-feira (18), isenta de ICMS os estabelecimentos que processem e/ou industrializem carne bovina, suína,  caprina, ovina, avícola, entre outras, além de pescado, no território fluminense.

De acordo com o secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo, a medida também vai gerar mais empregos e valorizar a cadeia de proteína animal do estado.
- Assim como aconteceu com a cadeia láctea, acreditamos que o incentivo à indústria proporcionará melhores preços para os criadores fluminenses, estimulando o aumento da produtividade, além de reduzir o custo final para o consumidor - frisou ele.

A legislação alcança também a distribuição de carnes no Rio. Empresas com unidades industriais no estado vão pagar 2% de ICMS sobre as vendas, em vez de 18% mais 1%. O benefício fiscal valerá tanto para a produção local quanto para a mercadoria trazida de outras filiais do país.
Os estabelecimentos industriais que quiserem instalar-se no Estado para usufruir do incentivo, de acordo com o decreto, deverão apresentar proposta de enquadramento à Comissão Permanente de Políticas para o Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio de Janeiro (CPPDE), por intermédio de carta consulta com todas as informações relevantes sobre o empreendimento a ser implantado.

› FONTE: Secretaria estadual de Agricultura e Pecuária