Historiador fala sobre os índios de Macaé na época da colonização

Publicado em 22/09/2015 Editoria: Cultura
As atividades seguem durante esta semana no Solar dos Mellos

As atividades seguem durante esta semana no Solar dos Mellos

O Solar dos Mellos sedia nesta semana atividades culturais significativas por ocasião da Primavera de Museus, uma temporada artístico-educacional que ocorre anualmente no início dessa estação para divulgar, promover e valorizar os museus brasileiros. Esse evento é uma promoção do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), com apoio em Macaé da prefeitura.

A temática deste ano trata das memórias indígenas. O historiador do Solar dos Mellos, Bruno Rodrigues de Azevedo, proferiu palestra na tarde desta terça-feira (22) para alunos do curso de formação de professores do Colégio Estadual Luiz Reid. Sua fala, resultado de estudos das historiadoras Gisele Muniz e Conceição Franco, referiu-se aos povos indígenas encontrados em Macaé durante a colonização.

- Estes povos são o Goytacá (que ficava no litoral macaense) e os indígenas que se localizavam mais no interior do município, como: Guarulhos, Coroados, Poris e Sacurus - diz Bruno. Nosso objetivo é fazer com que os professores não fiquem restritos aos conhecimentos emitidos em sala de aula, mas sejam verdadeiros pesquisadores. A história dos índios brasileiros é muito rica - disse.

A primeira edição da Primavera de Museus ocorreu em 2007 e de lá pra cá o número de museus inscritos dobrou. Em Macaé, as atividades culturais vão até sábado (26). O tema de 2015, Museus e Memórias Indígenas, foi escolhido em consonância com as políticas do Ministério da Cultura. "A diversidade sociocultural dos mais de 200 povos indígenas que vivem no Brasil constitui-se como um dos maiores patrimônios existentes no território nacional", conta o historiador.

No município, o evento é uma parceria entre a vice-presidência de Acervo e Patrimônio Histórico da Fundação Macaé de Cultura (FMC); Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Tecnológico e Turismo; e a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Macaé (Fafima).

As atividades seguem durante esta semana no Solar dos Mellos, sempre com entrada franca. Até a quinta-feira (24), das 9 às 11 horas e das 14 às 16 horas, haverá uma visita guiada para alunos das redes pública e privada. Na sexta-feira (25), a visitação é livre. Já no sábado (26), é a vez do projeto "Cultura de Quintal", com participação do palhaço Leleco, das 9 às 13 horas.

- Há o entendimento de que os museus são importantes instrumentos para a preservação. O objetivo é buscar a renovação do olhar sobre os povos indígenas e seus patrimônios culturais - disse a vice-presidente de Acervo e Patrimônio Histórico da Fundação Macaé de Cultura (FMC), Gisele Muniz.

A nível nacional, a "Primavera dos Museus" integra 800 instituições em 393 municípios em todo o país, com cerca de 2.400 eventos. A programação completa pode ser acessada no site museus.gov.br. Para mais informações o telefone do Solar dos Mellos é (22) 2759-5049.

› FONTE: ASCOM