Macaé News
Cotação
RSS

Ativismo faz campanha do laço branco na Praia de Imbetiba

Publicado em 08/12/2014 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


O evento ocorre atualmente, em 159 países, num período de significativas datas históricas e marcos de luta das mulheres

O evento ocorre atualmente, em 159 países, num período de significativas datas históricas e marcos de luta das mulheres

Em prosseguimento aos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as Mulheres, a Secretaria de Desenvolvimento Social, através da Subsecretaria de Política para as Mulheres, celebrou o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres (Campanha do Laço Branco), com uma mobilização na Praia de Imbetiba, no último sábado (6). No local, ativistas distribuíram panfletos educativos e colocaram laços brancos nos braços das pessoas que aderiam à campanha.

O evento ocorre atualmente, em 159 países, num período de significativas datas históricas e marcos de luta das mulheres – dias 25 de novembro (Dia Internacional da Não Violência contra as Mulheres) e 10 de dezembro (Dia Internacional dos Direitos Humanos).

De acordo com a subsecretária, Jane Roriz, houve grande aceitação por parte dos homens e mulheres que fizeram questão de colocar o laço branco no braço. “Conseguimos mobilizar e sensibilizar todos que estavam na praia, inclusive, os guardas municipais, salva-vidas e a defesa civil. Alertamos e conscientizamos todos sobre os crimes praticados contra a mulher todos os dias, além de enfatizarmos que ambos os sexos têm direitos iguais em nossa sociedade”, pontuou.

Os 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres continuam até quarta-feira (10). Nesta segunda-feira (8), houve uma Oficina de beleza e consultoria jurídica para as mães de PCD, no CRAS Aeroporto; e Diálogo com formandos de Informática do Programa Nova Vida, no Paço Municipal. Outra ação é a Exposição dialogada, com distribuição do laço branco, no Centro POP e na Pousada da Cidadania, nesta terça-feira (9).

Na quarta-feira (10), haverá capacitação da Rede de Proteção e Assistência à Mulher, para os profissionais de Saúde, Educação, Desenvolvimento Social (Conselho Tutelar, Cras), Trabalho e Renda e Conselhos Municipais, encerrando os 16 dias de ativismo no Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Campanha do laço branco – Tudo começou no Canadá, após um rapaz de 25 anos assassinar 14 mulheres, à queima roupa, por não suportar a ideia de ver mulheres estudando engenharia, um curso tradicionalmente dirigido ao público masculino. O crime mobilizou a opinião pública de todo o país, gerando amplo debate sobre as desigualdades entre homens e mulheres e a violência gerada por esse desequilíbrio social. Assim, um grupo de homens do Canadá decidiu se organizar para dizer que existem homens que repudiam a violência contra a mulher. Eles elegeram o laço branco como símbolo e adotaram como lema jamais cometer um ato violento contra as mulheres e não fechar os olhos frente a essa violência, lançando assim, a primeira Campanha do Laço Branco - homens pelo fim da violência contra a mulher. 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário