Macaé News
Cotação
RSS

Core treina tropa canina para ações especiais no Rio

Publicado em 03/11/2014 Editoria: Segurança sem comentários Comente! Imprimir


Cindy, Thor e Brutus ainda nem completaram um ano de idade, mas já estão em treinamento para atuar em operações da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais) da Polícia Civil. O trio – dois pastores malinois e um pastor belga – foram doados recentemente para a Seção de Operações com Cães (SOC) da Core e integram a companhia canina formada por seis labradores adultos.

A SOC fica na Cidade da Polícia, no Jacarezinho, sob o comando do comissário Marcos Jansen. O espaço conta com seis inspetores responsáveis pela condução dos cães durante as operações. O treinamento é específico para localizar entorpecentes.

Veterinário desde 1986, Jansen explica que os filhotes são avaliados em um teste de aptidão e em média, o animal trabalha até os 8 anos..

“A personalidade é importante: se são dispersos, ou interessados nas brincadeiras propostas. Precisamos de qualidades específicas. Não adestramos os cães. Nós os treinamos”, afirmou Jansen.

Unidade completa quatro meses

O precoce trio tem as características e já disputam, inclusive, a preferência dos inspetores. A ideia é conduzi-los ao trabalho, logo que terminarem o treinamento.
Para condicionar o animal a localizar as drogas, é feita a associação sensorial do entorpecente com brinquedos.

“Em hipótese alguma, o cão é viciado em quaisquer drogas. Ele fica obstinado pelo brinquedo em treinamento”, disse o comissário.

A SOC, que completou 4 meses, tem 15 baias para acomodar os cães e dois depósitos: um para armazenar material e medicamentos e outro para guardar a ração. O projeto também abriga uma sala de reunião, espaço para banho e higiene dos animais, além de um canil maternidade.

MS

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário