Macaé News
Cotação
RSS

Empreendedorismo em tecnologia digital é o foco do Startup Rio

Publicado em 03/11/2014 Editoria: Tecnologia sem comentários Comente! Imprimir


Programa estimula ambiente de co-working em prédio da antiga sede da UNE, no Catete

O imóvel que já abrigou a faculdade de Direito da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e sediou a União Nacional dos Estudantes (UNE) na Rua do Catete voltou a ser um ambiente de troca de ideias e de transmissão de conhecimento, só que agora na área de tecnologia digital.O espaço, que integra um conjunto arquitetônico tombado pelo patrimônio público, tem reunido jovens empreendedores, por meio do programaStartup Rio, uma realização do Estado em parceria com empresas privadas, com o objetivo de fomentar a cultura do empreendedorismo no Rio.

Entre palestras, workshops, conversas com colegas empreendedores, os empreendedores participam da preparação para atender às demandas de seus públicos. O ambiente de aprendizado, que começou a funcionar em julho, conta com três andares, quatro salões para o trabalho em esquema de co-working, salas de reuniões, cabines para conferências privadas, auditório, lounge e cafeteria.

– Queremos desenvolver o espírito empreendedor, além de trabalhar questões como o desenvolvimento do produto e da empresa. Oferecemos aulas presenciais em que o empreendedor pode interagir com profissionais da área seja do setor público, seja do privado. Também realizamos palestras com executivos. Além disso, acompanhamos o desenvolvimento de cada um dos projetos para garantir que eles tenham chances de sucesso – explicou o coordenador do programa Startup Rio, José Roberto Gomes da Costa.

Coordenado pela Secretaria de Ciência e Tecnologia, o programa selecionou 50 ideias inovadoras para serem desenvolvidas ao longo de um ano, com apoio financeiro de até R$ 100 mil, por meio de edital da Faperj (Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa no Estado do Rio).

Palestras com profissionais renomados

Para o empreendedor do site Dona Cegonha, que propõe a troca de informações entre mães para a compra de produtos, Guilherme Sant’Anna Varela, de 34 anos, as palestras e workshops com profissionais renomados da área de tecnologia digital têm sido enriquecedoras. Recentemente, ele e seus colegas participaram do programa Google Lauchpad.

– Existem quatro temas que são essenciais: negócios, marketing, tecnologia e a experiência com o usuário – disse Guilherme.

Designer e sócio do projeto de aplicativo de mobilidade urbana colaborativo para celular ‘Bora Junto Táxi’, Pedro Dias, 23 anos, aprova o programa.

– O financiamento foi fundamental, mas a oportunidade de aperfeiçoamento por meio de cursos e a troca com os outros profissionais tem sido fundamental – disse Pedro.

Mais informações sobre o programa Startup Rio podem ser obtidas no site: http://www.startuprio.org/.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário