Macaé News
Cotação
RSS

Governo do Estado realiza ações para erradicar o sub-registro

Publicado em 02/11/2014 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


O Governo do Estado tem investido em ações para erradicar o sub-registro no Rio de Janeiro. A iniciativa ganhou reforço com o lançamento do projeto Novo Cidadão, que permite que as famílias solicitem a certidão de nascimento e a carteira de identidade dos bebês ainda na maternidade. A previsão é de que 60 instituições fluminenses passem a contar com unidades de registro, interligadas aos cartórios. Além disso, a Secretaria de Assistência Social, em parceria com as prefeituras, realiza mutirões para a emissão de registros em bairros e comunidades da capital e da Baixada Fluminense.

Aos 79 anos, Iraci Leandro da Silva, moradora da Vila Kennedy, deu entrada no processo de reconhecimento de existência e obtenção de seu registro de nascimento, no primeiro semestre deste ano. Hoje, Iraci se prepara para encaminhar os pedidos de aquisição da carteira de identidade e do CPF.

O caso de Iraci chegou até a Secretaria de Assistência Social por meio de um mutirão de serviços promovido na comunidade carioca. A idosa foi levada pelo genro até o evento para receber orientação quanto ao procedimento para obtenção de certidão. Ela é mãe de oito filhos que também não foram registrados após o nascimento e só conseguiram suas documentações na vida adulta.

- Viver sem documentos é triste. Por causa disso, não sou aposentada. Mas, graças a Deus, mesmo idosa, tive a oportunidade de dar entrada na minha certidão de nascimento - afirmou Iraci.

Moradora de Seropédica, a adolescente Kamilly Victória Laurentino, de 11 anos, também teve a chance de obter sua certidão. A mãe da menina, Sirlene Laurentino, recorreu a um mutirão realizado no município para adquirir o documento.

- Não tenho instrução e não sabia como conseguir o registro de nascimento da minha filha. Aproveitei o mutirão para pedir orientação. A assistente social do Estado me ajudou em todas as etapas e nos levou até o cartório para dar entrada no processo. Estou muito feliz por ter conseguido resolver esse problema. Isso sempre atrapalhou nossa vida e minha filha só estuda porque as escolas ajudavam - disse a dona de casa.

Feliz por conseguir seu registro de nascimento, Kamilly se orgulha de ter escolhido a grafia do próprio nome.

- Escolhi como meu nome seria escrito e ainda acrescentei o Victória ao meu registro. É ruim ficar tanto tempo sem certidão de nascimento - afirmou a jovem.

Mais de 1,6 mil documentos

Lançado em julho, o projeto Novo Cidadão – que conta com a parceria do Detran e a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais – já emitiu mais de 1,6 mil documentos. As gestantes que fizerem o parto nos hospitais Rocha Faria, da Mulher Heloneida Studart, da Mãe, Melchiades Calazans e Adão Pereira Nunes podem participar do projeto. A expectativa é de que as sete maternidades estaduais sejam inseridas na ação até o fim do ano.

› FONTE: ASCOM


sem comentários

Deixe o seu comentário