Macaé News
Cotação
RSS

Obras para o abastecimento de água avançam em Rio das Ostras

Publicado em 31/10/2014 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


Em visita ao local, prefeito Sabino, disse que ações correspondem à primeira fase das obras

Em visita ao local, prefeito Sabino, disse que ações correspondem à primeira fase das obras

Após obter po­sitivos resul­tados nos pri­meiros testes de abastecimento de água nos bairros Âncora, Villa­ge e Atlântico na semana passada, a prefeitura de Rio das Ostras em parce­ria com a Cedae se empe­nha agora em um levan­tamento completo das redes de abastecimento que foram anteriormen­te instaladas no período de 2006 e 2007 no bairro Âncora, a fim de identifi­car possíveis problemas e solucioná-los antes da chegada da água.

As ações correspon­dem à primeira fase das obras impulsionadas pela parceria cuja meta é regu­larizar o abastecimento de água tratada para mais de 30 mil moradores nas lo­calidades. Além dos bair­ros citados, uma segunda fase pretende beneficiar os bairros Colinas, Costa­zul, Recreio, Ouro Verde, Jardim Bela Vista, Mar y Lago, Terra Firme, Ver­des Mares, Enseada das Gaivotas, Floresta, Praia­mar, Bosque da Praia, dentre outros, seguindo uma meta de universalizar a distribuição de água em Rio das Ostras até 2016, conforme destaca o diretor de interior da Cedae, Hele­no Silva.

Segundo o prefeito Al­cebíades Sabino, o abas­tecimento no Âncora, Village e Atlântico ainda não pôde ser plenamen­te estabelecido devido a algumas irregularidades nos encanamentos que estiveram desativados ou simplesmente pelo fato de muitos registros estarem fechados. “Estamos rea­lizando um levantamento de toda a rede existente nesses bairros e já fazen­do diversas escavações e intervenções até mesmo para evitar o desperdício da água quando a rede for ativada”, explicou, tam­bém frisando que muitas ruas já estão recebendo o abastecimento normal­mente desde quando fo­ram iniciados os testes.

Esse é o caso da mo­radora da Rua Espírito Santo, no Âncora, Clau­dia Nascimento que afir­ma perceber enormes melhorias e qualidade de vida após o acesso à água tratada. Já as mo­radoras Adriana Cruz e Josette Gomes, de outra localidade do bairro di­zem ainda não terem sido beneficiadas, mas estão acompanhando os testes e esperam que em pouco tempo essa realidade seja mudada. “Moro aqui há mais de 35 anos e até en­tão só ouvia especulações sobre a chegada da água, mas depois da presença da prefeitura e da Cedae aqui no bairro estou bem mais esperançosa”, destacou Josette.

Em tempos de estia­gem em que alguns Esta­dos como São Paulo so­frem com a faltada água, o prefeito Sabino pediu a ajuda da população no combate ao desperdício. “A água que é desperdi­çada faz falta para outra pessoa e esse é um recurso mais fundamental do que o petróleo. É preciso ter controle”, disse, também solicitando que os mo­radores informem sobre possíveis vazamentos nas ruas pelo telefone da Ce­dae (22) 2771 1513.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário