Macaé News
Cotação
RSS

Quissamã inicia Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite, Sarampo e HPV

Publicado em 31/10/2014 Editoria: Saúde sem comentários Comente! Imprimir


As Unidades de Saúde de Família e o Centro de Saúde atenderão das 8h às 17h

As Unidades de Saúde de Família e o Centro de Saúde atenderão das 8h às 17h

A secretaria de Saúde, se­guindo as orientações da Se­cretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, realizará no período de 8 a 28 de novem­bro, a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo e a poliomielite, também conhe­cida como paralisia infantil. Crianças a partir de seis meses e menores de cinco anos deve­rão ser vacinadas. No mesmo período, adolescentes entre 11 e 13 anos deverão receber a segunda dose da Campanha Nacional contra o HPV.

As vacinas serão ministra­das em todas as Unidades de Saúde de Família do municí­pio e no Centro de Saúde das 8h às 17h. Vale lembrar que é fundamental levar o Cartão Nacional de Saúde e o Cartão de Vacinação para atualiza­ção. A vacinação contra o HPV já está na rotina do município e é para prevenir a infecção pelo vírus do papiloma huma­no, um vírus causador de ver­rugas genitais e intimamente relacionado ao câncer de colo do útero. A terceira e última dose será daqui a três anos.

O Brasil realiza em 2014, o 35º ano de Campanhas Nacio­nais de Vacinação contra a Po­liomielite. Destaca-se que, no Brasil, desde 1990, não são re­gistrados casos de poliomieli­te e em 1994 o país recebeu da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) a Certifica­ção de área livre de circulação do poliovírus selvagem do seu território, assim como os de­mais países das Américas.

Na primeira fase da vaci­nação contra o HPV, 490 do­ses foram ministradas. Para a campanha de Sarampo e Po­liomelite, estarão disponíveis cerca de 1500 vacinas. Pais e responsáveis devem levar crianças dentro da faixa etária estabelecida, mesmo que já te­nham recebido a vacina trípli­ce viral na vacinação de rotina.

“Não temos o vírus cir­culante da poliomelite desde 1990, mas não podemos des­cuidar. Já em relação ao sa­rampo, o Nordeste detectou de 25 de dezembro de 2013 a 22 de agosto deste ano, 307 ocorrências e em função desse grande número o Ministério da Saúde resolveu intensificar a campanha em todos os Esta­dos”, declarou a Coordenado­ra do programa de Imuniza­ção Natália Villaça Alves.

Todas as ações devem ser mantidas até que aconteça a certificação mundial da erra­dicação deste agente infeccio­so. A Campanha de Vacinação tem como objetivo manter ele­vada cobertura vacinal contra a poliomielite de forma homo­gênea, visando evitar a rein­trodução do vírus selvagem da poliomielite no país.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário