Macaé News
Cotação
RSS

'Darei minha resposta à 'Veja' na Justiça', diz Dilma

Publicado em 24/10/2014 Editoria: Eleições 2014 sem comentários Comente! Imprimir


Nesta sexta-feira (24), último dia de propaganda política, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, criticou reportagem da edição antecipada da revista Veja, que afirma que a presidente e Luiz Inácio Lula da Silva tinham conhecimento sobre os desvios de dinheiro realizados na Petrobras.

De acordo com a reportagem, a afirmação de que os dois teriam conhecimento dos desvios teria partido do doleiro Alberto Youssef. Ainda segundo a reportagem, "o doleiro não apresentou – e nem lhe foram pedidas – provas do que disse. Por enquanto, nesta fase do processo, o que mais interessa aos delegados é ter certeza de que o depoente atuou diretamente ou pelo menos presenciou ilegalidades".

"Eu gostaria de encerrar a minha campanha na TV de outra forma, mas não posso me calar frente a esse ato de terrorismo eleitoral articulado pela revista Veja e seus parceiros ocultos, uma atitude que envergonha a imprensa e agride a nossa tradição democrática", disse Dilma na propaganda política. "Sem apresentar nenhuma prova concreta e mais uma vez baseando-se em supostas declarações de pessoas do submundo do crime, a revista tenta envolver diretamente a mim e ao presidente Lula nos episódios da Petrobras que estão sob investigação da Justiça", prosseguiu.

"Todos os eleitores sabem da campanha sistemática que essa revista move há anos contra Lula e contra mim, mas dessa vez a Veja excedeu todos os limites", defendeu-se a presidente. Ela lembrou de outras edições em que a revista insinuava que ela "poderia ter sido omissa na apuração dos fatos". "Isso já era um absurdo, isso já era uma tremenda injustiça. Hoje, a revista excedeu todos os limites da decência e da falta de ética, pois insinua que eu teria conhecimento prévio dos malfeitos na Petrobras e que o presidente Lula seria um dos seus articuladores", disse.

"A revista comete esta barbaridade, esta infâmia contra mim e Lula sem apresentar a mínima prova, isso é um absurdo, isso é um crime. É mais do que clara a intenção malévola da Veja de interferir de forma desonesta e desleal nos resultados das eleições, a começar pela antecipação da sua edição semanal para hoje, sexta-feira, quando normalmente chega às bancas no domingo", apontou Dilma. "Como das outras vezes, a Veja vai fracassar no seu intento criminoso, mas dessa vez, ela não ficará impune. A Justiça livre deste País seguramente vai condená-la por este crime. O povo brasileiro tem maturidade suficiente para discernir entre a mentira e a verdade", anunciou.

Dilma afirmou ainda que "a consciência livre da Nação não pode aceitar que mais uma vez se divulguem falsas denúncias no meio de um processo eleitoral em que o que está em jogo é o futuro do Brasil" e que "o povo vai responder a Veja e seus cúmplices nas urnas". E completou: "Eu darei a minha resposta a eles na Justiça".  A atriz que fala na propaganda após o discurso de Dilma afirma que "a cartada desesperada da Veja está na cara", antes de anunciar as pesquisas com Dilma na liderança da corrida presidencial.

O advogado do doleiro, Antonio Figueiredo Basto, se mostrou surpreso com a reportagem da Veja : “Eu nunca ouvi nada que confirmasse isso (que Lula e Dilma sabiam do esquema de corrupção na Petrobras). Não conheço esse depoimento, não conheço o teor dele. Estou surpreso”, afirmou Basto. “Conversei com todos da minha equipe e nenhum fala isso. Estamos perplexos e desconhecemos o que está acontecendo. É preciso ter cuidado porque está havendo muita especulação”, alertou o advogado.

› FONTE: JB


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: