Macaé News
Cotação
RSS

282 travessas e becos já atendidos com obras de infraestrutura urbana no Lagomar em Macaé

Publicado em 16/10/2014 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


A construção das calçadas, com prazo dentro do cronograma, é para julho do próximo ano

A construção das calçadas, com prazo dentro do cronograma, é para julho do próximo ano

O bairro Lagomar já mostra uma nova realidade e a população comemora o resultado das obras de infraestrutura urbana que a Prefeitura de Macaé tem realizado, desde junho de 2013, na localidade. A terceira fase do Projeto Lagomar está sendo concluída, com aproximadamente 282 travessas e becos atendidos, além das redes de escoamento pluvial e esgoto, pavimentação das ruas, calçadas e meios-fios. Desta etapa, faltam apenas oito travessas sem saída. Estas obras devem ser finalizadas até o início de 2015.

A construção das calçadas, com prazo dentro do cronograma, é para julho do próximo ano. Cerca de 80% dos trabalhos já foram executados, valorizando o bairro que, hoje, tem a maioria das ruas pavimentadas com redes de saneamento básico, escolas e unidades de saúde.

A Secretaria de Obras e Urbanismo da Prefeitura de Macaé fiscaliza as obras, que são feitas pela empresa vencedora da licitação, a Construtora Avenida. Nas travessas e becos, que recebem redes de drenagem e pavimentação, a gestão municipal já está assentando as tubulações para o abastecimento de água. A iniciativa atende a ampliação da rede em Macaé, realizada pela Cedae, beneficiando também o Lagomar. 

Lagomar – “Um novo local para viver”

“Um novo local para viver”. Assim a moradora Jucélia César da Conceição Silva, 43 anos, comemora as melhorias na comunidade onde reside há quatro anos e também trabalha num restaurante da W5. Segundo ela, o Lagomar mudou para melhor. “Quando vim residir aqui, poucas ruas tinham calçamento. Era barro e poeira ou muita lama quando chovia. Trabalhar só na cidade, porque o bairro não oferecia nada. Hoje, é outra história. Todo o bairro mudou, com muito emprego, rede de esgoto, calçamento, UPA, escolas e, inclusive, estão construindo mais uma. Cheguei aqui sozinha para trabalhar. Agora, diversas pessoas chegam a cada dia para morar e trabalhar, como minhas filhas que já vieram com suas famílias de Itaboraí. Estou feliz”, disse Jucélia.

Outra moradora, Iraci Pereira, 48 anos, e residente há 10 anos no Lagomar, tem opinião como a de Jucélia sobre o bairro e também comemora as mudanças. “Calçamento nas ruas, UPA, escolas, iluminação pública, um comércio muito bom. Não precisamos sair daqui para comprar, pois o comércio oferece tudo. Hoje, posso dizer que vivo num bairro”, destacou a moradora Iraci.

Com 73 anos e residente quase há 30 anos no Lagomar, Plínio Leite fala sobre o bairro e as melhorias que a comunidade vem recebendo. “Sou do tempo que não havia nada aqui, não tinha rua, era restinga, tudo escuro e sem ônibus. A Lagoa dos Patos, da qual hoje quase nem vemos água, era usada por muitos como lazer, para banho. Eu vinha da Barra para vender refrigerante aqui para os banhistas. Hoje, o Lagomar tomou forma. É outro lugar, bem melhor para viver. A Prefeitura está de parabéns”, falou Plínio.

› FONTE: ASCOM


sem comentários

Deixe o seu comentário