Macaé News
Cotação
RSS

Parlamentar macaense pede mais peritos criminais para a região

Publicado em 15/10/2014 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


Um requerimento do vereador Jocimar Gomes (PMDB), que solicita o aumento do efetivo de peritos da Polícia Civil na região, foi aprovado nesta quarta-feira (15), na Câmara Municipal de Macaé. O documento faz um apelo ao prefeito de Macaé, Aluízio Santos Jr. (PV); ao chefe da Polícia Civil no Estado, Fernando Veloso; e ao governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão.

O presidente da Câmara de Macaé, Eduardo Cardoso (PPS), informou que o pedido do parlamentar será entregue ainda hoje (15) ao governador Luiz Fernando Pezão, que encontra-se em campanha na cidade para o segundo turno das eleições, que será decidida no próximo dia 27 de outubro.

Após um evento ocorrido na semana passada, o autor do requerimento disse ter sentido na pele a consequência da falta de peritos na cidade. Segundo relatou Jocimar, seu primo faleceu em um acidente de trânsito quando estava a caminho do trabalho. O fato ocorreu por volta das 6h, na Avenida Amaral Peixoto, na entrada do Lagomar. No entanto, o perito só chegou ao local às 11h.

"Durante cinco horas o corpo ficou estirado sob o sol forte, em uma avenida bastante movimentada, aumentando o sofrimento dos parentes da vítima, que permaneceram junto ao corpo até a chegada do perito", relatou o parlamentar também conhecido como "Boca".

O vereador afirmou ainda que, mesmo acionando alguns conhecidos para agilizar o processo, o tempo de espera foi longo e pode ser ainda maior para quem não dispõe desse recurso. "É um absurdo ter apenas um perito para atender toda a região. As famílias das vítimas não precisam de mais esse sofrimento em um momento que já é tão difícil", disse Jocimar indignado.

Para o vereador Igor Sardinha (PT), o requerimento do colega é de extrema importância, pois, muitas vezes, o pedido de aumento do efetivo é concentrado na Polícia Militar, mas não devemos esquecer da Polícia Civil. E, de acordo com o petista, não são apenas peritos que faltam na cidade, mas também agentes para atender a população no registro das ocorrências.

"O cidadão chega a levar um dia inteiro para registrar uma ocorrência na delegacia. Isso é inadmissível. O Governo do Estado precisa dar mais atenção a Macaé, que é a cidade que mais cresce, proporcionalmente, no Estado do Rio de Janeiro", acrescentou o parlamentar.

Como resultado, Igor aponta que muitos registros deixam de ser feitos e os crimes permanecem subnotificados, o que dificulta o combate à violência e à criminalidade, já que a polícia utiliza esses dados (subnotificados) para elaborar estratégias para a sua atuação. 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário