Macaé News
Cotação
RSS

Justiça e PF querem que empreiteiras justifiquem depósitos a doleiro

Publicado em 15/10/2014 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


Em despacho emitido na noite de sexta-feira (10), o juiz Sérgio Moro, responsável pelo processo originado na Operação Lava Jato, listou 12 empreiteiras que fizeram repasses a firmas do doleiro Alberto Yousseff . De acordo com o magistrado, haveria indícios (veementes" de que as empresas  do doleiro eram fantasmas e usadas para lavagem de dinheiro.

De acordo com o documento, a Polícia Federal abriu inquéritos para pedir às empresas explicações para "apurar a origem, natureza e finalidade de transferências bancárias". Elas têm cinco dias para prestar esclarecimentos.

O Consórcio Mendes Junior/MPE; o consórcio Rnest, capitaneado pela Engevix; duas empresas do grupo OAS, a Galvão Engenharia, o consórcio Sehab e Coesa Engenharia, a Treviso, a Piemonte e a Jaraguá Equipamentos Industriais aparecem na lista de depositantes.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário