Macaé News
Cotação
RSS

Agricultura inicia instalação de sistemas de saneamento rural

Publicado em 22/09/2014 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


O sistema desenvolvido pela Embrapa permite a descontaminação dos dejetos, antes de devolver ao ambient

O sistema desenvolvido pela Embrapa permite a descontaminação dos dejetos, antes de devolver ao ambient

Cento e oitenta famílias rurais das Regiões Serrana, Norte e Noroeste Fluminense já estão sendo beneficiadas por sistemas de saneamento básico instalados em suas propriedades com recursos financeiros do Programa Rio Rural, da secretaria estadual de Agricultura.

As primeiras fossas sépticas biodigestoras, de um total de cinco mil unidades adquiridas pelo programa, foram instaladas nos municípios de Italva, Aperibé, Cambuci, Santa Maria Madalena, Cardoso Moreira, Macaé e São João da Barra. Esta semana começam a ser instaladas as fossas em Conceição de Macabu, Campos dos Goytacazes e Trajano de Moraes. A previsão é que todas as demais estejam em uso até janeiro de 2015, em 24 municípios das três regiões.

A tecnologia utilizada, criada pela Embrapa, permite a destinação adequada dos dejetos, evitando a poluição da água e aumentando a qualidade de vida no campo. Segundo Carlos Marconi, supervisor local da Emater-Rio em Italva, no Noroeste Fluminense, a fossa séptica representa um grande avanço para os agricultores do município.

- As valas negras, tão comuns no meio rural, vão desaparecer e nossos córregos e valões voltarão a ter vida. No aspecto econômico, a tecnologia utilizada possibilita ganhos de produtividade e eficiência energética, pois o efluente produzido é um excelente fertilizante orgânico - explica o extensionista.

Apenas em Italva, estão sendo instalados 304 kits de saneamento completos, beneficiando famílias de quatro microbacias hidrográficas. A equipe do escritório local da Emater-Rio vem orientando integrantes dos comitês gestores (Cogem) das cinco microbacias hidrográficas contempladas nessa primeira etapa, além de alunos e professores da rede pública municipal, tirando dúvidas quanto à instalação, uso e benefícios do equipamento.

Integrante do Cogem da microbacia hidrográfica do Marimbondo e presidente da associação de produtores, Josué Gomes Moreira já comemora essa nova realidade.

- Com a instalação das fossas sépticas, em poucos meses, os córregos vão estar limpos e nossos filhos e netos vão voltar até a tomar banho neles, como antigamente - alegra-se o agricultor familiar.

Técnico executor do Rio Rural em Italva, Felipe de Andrade Silveira disse que os kits de saneamento estão sendo instalados por empresa especializada, que utiliza mão de obra local, gerando empregos temporários.

- Os agricultores contemplados não terão gastos, nem necessidade de oferecer mão de obra como contrapartida - diz. Apenas a manutenção do sistema ficará por conta dos beneficiários.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário