Macaé News
Cotação
RSS

Resgate promove capacitação de profissionais para trabalho em áreas de difícil acesso

Publicado em 17/01/2014 Editoria: Segurança sem comentários Comente! Imprimir


Em diversas áreas de atuação, os cur­sos operacionais são extremamente importantes para a capaci­tação de profissionais, prin­cipalmente, quando se trata de salvar vidas. Para melhor atender à população, o Res­gate de Rio das Ostras esta­rá promovendo em parceria com a equipe do RADA/RAR (credenciada pela Associação Brasileira de Resgate), mais um curso de Resgate em Áre­as de Difícil Acesso (RADA). O curso, voltado para o aten­dimento pré-hospitalar, será ministrado nos dias 18 e 19, a partir das 8h, no Parque da Cidade, situado no bairro Nova Cidade.

De acordo com um dos instrutores do Resgate de Rio das Ostras, Leandro Al­meida, o objetivo é capacitar profissionais de Sáude e ou­tras áreas, passando orien­tações sobre como proceder em situações de risco dentro das áreas de difícil acesso, fazendo atendimento para manter a vida. Ele destaca que em 2013 foram realiza­dos dois cursos, com parti­cipação de profissionais de outras cidades como Macaé, São Paulo, e cerca de 90% do efetivo do Resgate de Rio das Ostras já recebeu esse trei­namento. Segundo Leandro, o que facilitou ainda mais a promoção desse curso no município foi a vinda de dois alunos do RADA, que agora moram em Rio das Ostras - os instrutores Omar Boechat e André Patrocínio. “Para o nosso Resgate foi muito im­portante essa capacitação, pois proporcionou um maior entrosamento entre os pro­fissionais e, hoje, com enten­dimento passamos a ter no olhar, em qualquer situação. E agora queremos promover isso ao profissional de Saúde, capacitando-os também para estas áreas”, diz o instrutor.

Nos dois dias de curso, serão ministrados conteúdos como emergência pré-hospi­talar básica, onde os alunos receberam orientações sobre desobstrução de vias aéreas, transporte de vítimas; amar­rações; prevenção e combate à incêndio; rapel de salva­mento; resgate em ambien­tes nocivos e outros. O curso é dividido em dois módulos e, no mês de março, será re­alizado o de Resgate de Alto Risco (RAR).

REALIDADE

Em relação a locais de difícil acesso em Rio das Os­tras, que geralmente aconte­ce acidentes, Leandro Almei­da destaca Cantagalo e Itape­bussus. Mas, ele lembra que o curso também é voltado para a área urbana. “A nos­sa finalidade é a prestação de socorro, garantindo vida e qualidade de vida, em si­tuações que promovem risco seja em áreas de difícil aces­so ou não”, ressalta.

Segundo o coordena­dor operacional do Resgate de Rio das Ostras, Wagner Albuquerque, o município tem muitas matas e trilhas, em que pessoas costumam se perder e, que este curso é fundamental para os pro­fissionais. Ele informa que só em dezembro de 2013, houve dois casos de pessoas perdidas na mata de Itape­bussus. Em um dos casos, um idoso ficou 24 horas no local e conseguiu fazer con­tato pelo celular, mas saiu com ferimentos. No mes­mo lugar, um pai se perdeu com três filhos. “É muito perigoso e para quem quer se aventurar nesses locais, a primeira coisa é que tenha a presença de um guia, que conheça bem o local, junto ao grupo ter alguém que tenha conhecimento bási­co de primeiros socorros e um meio de comunicação com uma pessoa em lugar seguro”, orienta o coorde­nador, lembrando que o curso envolve abordagem, identificação e outros co­nhecimentos importantes para o Resgate e que está estudando a possibilidade de criar um Resgate Mirim em Rio das Ostras.

O curso tem apoio da pre­feitura e custo de R$ 220,00. Interessados em mais infor­mações podem entrar em contato pelo tetelefone (22) 99716-0881.

› FONTE: RJ News


sem comentários

Deixe o seu comentário