Macaé News
Cotação
RSS

GAECO e polícia deflagram operação para prender golpistas na Baixada

Publicado em 02/09/2014 Editoria: Segurança sem comentários Comente! Imprimir


O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e a Polícia Civil deflagram, na manhã desta terça-feira (02/09), a Operação Barão de Mesquita. O objetivo da ação é cumprir mandados de prisão temporária em Mesquita, na Baixada Fluminense, contra 22 criminosos acusados fraudes em agências bancárias, estelionato e agiotagem.

De acordo com as investigações da 52ª DP (Mesquita), as quadrilhas agiam das mais variadas formas. Em uma das modalidades, de posse de cartões e senhas de correntistas, realizavam saques em agências bancárias, os quais posteriormente eram contestados pelos reais titulares das contas. Os grupos possuíam conhecimento e destreza na prática de substituir máquinas de cartões de crédito de postos de gasolina, de forma que os pagamentos realizados a partir de então fossem creditados em máquina pertencente ao grupo. De igual modo cancelavam compras realizadas em estabelecimentos comerciais em máquinas desta natureza.

O produto dos golpes era utilizado principalmente na aquisição de bebidas, cigarros, alimentos, motos, joias, carros, jet-ski e aluguel de casas, além de festas e passeios de veraneio - “o que traduz a vantagem ilícita dos envolvidos e o prejuízo das vítimas dos golpes”, conforme destaca trecho da representação.

Ainda segundo as investigações, os envolvidos fazem parte de um círculo de amizade e não possuem qualquer receio em expor nas redes sociais, em especial no Facebook, as regalias obtidas com as atividades ilícitas, seja por meio de seus perfis pessoais, seja através de uma página denominada “a firma é forte”.
 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário