Macaé News
Cotação
RSS

Com a arte de fazer sorrir, jovens de Rio das Ostras conquistam crianças e adultos

Publicado em 29/08/2014 Editoria: Cultura sem comentários Comente! Imprimir


Grupo é o único do interior do Estado habilitado a concorrer ao Prêmio “Carequinha” da Funarte, na categoria circo

Grupo é o único do interior do Estado habilitado a concorrer ao Prêmio “Carequinha” da Funarte, na categoria circo

Os Entrupina­dos” - o nome já é engraçado e também faz a diferença no que diz respei­to a manifestações culturais na região. Esta é a identidade da única companhia de circo e teatro de rua de Rio das Os­tras, onde cinco jovens levam a arte de sorrir para crianças e adultos nos mais diversos luga­res. Até este domingo, dia 31, a trupe abre as apresentações, como grupo anfitrião, do Circo Volante, um projeto itinerante patrocinado pela Petrobras, que percorre cidades do inte­rior desde março. A tenda está montada na Rodovia Amaral Peixoto, ao lado do supermer­cado Só Ofertas, no Jardim Campomar, com capacidade para 500 pessoas.

Composta pelos palhaços Rond Ézer de Souza, Éder Ve­ríssimo, o malabarista Paollo Preto, o mágico Vinícius Lopes e a produtora e atriz Yvie Tino­co, a companhia atua há dois anos e nasceu junto com o pro­jeto “In Cena”, da Fundação Rio das Ostras de Cultura. Em en­trevista especial ao RJNEWS, Rond Ézer diz que a trupe co­meçou a trabalhar com conta­ções de histórias, animação de festas e recreação, mas não com o tema circo. “A companhia já existia e sempre percebemos a necessidade de fazer trabalhos de circo na cidade. O In Cena veio para reforçar este projeto voltado para apresentações cir­cences”, conta o palhaço.

A companhia também costuma fazer intervenções circenses em escolas do mu­nicípio, oficinas de malabares e festas infantis nos fins de se­mana. Rond lembra ainda que o grupo, através do In Cena, já circulou em bairros carentes de Rio das Ostras, como Âncora, Palmital e os distritos de Can­tagalo e Rocha Leão, levando alegria e diversão à criançada. “Passamos por lugares onde crianças nunca tinham visto um circo e isso é muito gra­tificante para gente. O grupo preza muito esse trabalho so­cial, levando momentos de encantamento, alegria e de sonhos não só para crianças, mas também muitas senhoras que ficam emocionadas com as apresentações. Hoje, o simples não existe mais e elas gostam desse resgate que fazemos do circo antigo, com mais palha­ços e mágicos”, declara Rond, acrescentando que a experi­ência de estar debaixo de uma lona pela primeira vez, como a do Circo Volante, é de suma importância para todo o grupo.

Durante as apresentações, a companhia entra com um cortejo, momento tradicional do circo quando chega à cida­de, tocando instrumentos e, ainda fazem cenas de palhaça­ria, mágica, malabares, núme­ros com perna de pau e núme­ros aéreos com tecidos.

A novidade é contada pelo palhaço Éder Veríssimo. Ele diz que “Os Entrupinados” é o único grupo do interior do Estado do Rio de Janeiro que está habilitado a participar e concorrer ao Prêmio Funarte “Carequinha” de Estímulo ao Circo, da Fundação Nacional de Artes, que contempla seis grupos na categoria circo. A companhia também vai se ins­crever no edital Prêmio Funar­te Artes de Rua - Circo, dança e teatro. “A gente faz o que ama e acredito na arte como transfor­mação, por isso, o grupo todo visa muito o social, poder levar o circo a quem não tem acesso. E participar de um dos princi­pais prêmios de circo do Brasil é de uma enorme satisfação, podendo mostrar um trabalho que tanto nos gratifica”, acres­centa o palhaço.

Entre os projetos futuros, a companhia pretende com­prar uma Kombi, para seguir levando espetáculos e oficinas para crianças de toda a região e, também ter sua própria lona. Neste fim de semana, o grupo abre as apresentações do Circo Volante, sexta-feira e sábado, às 20h, e domingo, às 18h.

› FONTE: RJ News


sem comentários

Deixe o seu comentário