Macaé News
Cotação
RSS

Cia Anônimos foi destaque no 10º Festival Internacional de Dança de Cabo Frio

Publicado em 12/09/2014 Editoria: Cultura sem comentários Comente! Imprimir


Competindo com 28 companhias de dan­ça das mais variadas localidades do país, a companhia riostrense Anô­nimos iniciou suas atividades com pé direito na noite do úl­timo domingo, dia 7. Em sua primeira apresentação oficial, a Cia recém-formada conse­guiu surpreender o público presente e ao corpo de jurados com uma apresentação ousa­da que garantiu a equipe o 1° lugar no conjunto de dança de salão avançado e prêmio de melhor grupo de dança de salão no X Festival Interna­cional de Dança de Cabo Frio, considerado o 3° maior festi­val do gênero no Brasil.

Sob o título ‘Ilusões’, o espetáculo cuja narrativa aborda a história de um ma­landro que resolve fugir de sua nega e acaba se perden­do em um antro de ilusões e fetiches, recebeu muitos elogios dos avaliadores por oferecer uma mistura de estilos e de ritmos muito in­tensa, sem perder a caracte­rística principal da dança de salão, modalidade na qual competiu. Além das premia­ções e elogios, a premiação também recebeu um convite para competir no Festival Internacional de Indaiatu­ba, em São Paulo, onde a participação só é possível através de indicações.

Na opinião da integran­te, Bruna França, os bons re­sultados foram consequência de muitos dias de dedicação e força de vontade para supe­rar as dificuldades que par­tem principalmente da falta de recursos, para viabilizar as despesas da companhia, e de um espaço adequado para realizarem os ensaios. “Não possuímos um lugar fixo, na maioria das vezes nossos en­saios foram feitos em nossas garagens e em horários bem tarde da noite para que todos os 12 integrantes pudessem estar juntos”, complementa o diretor da Cia, Marquinho Luz, destacando a importân­cia da ajuda da Fundação de Cultura ao ceder um espaço no Centro de Formação Artís­tica e da Academia Objetiva, nas vésperas da competição.

“Somos uma companhia que preza pelo trabalho em equipe, onde nenhum inte­grante se sobressai, por isso decidimos batizá-la com o nome Anônimos. Todas nossas atividades, desde da confecção dos figurinos até a elaboração das coreogra­fias, são igualmente dividi­das entre todos os membros, temos um senso de união muito forte”, explica Vini­cius Abril.

Na busca por mais pa­trocinadores, por enquanto a Cia Anônimos é mantida pelos próprios integrantes através da realização de al­guns bailes, que além de arrecadar fundos, também servem para disseminar um pouco da proposta da Cia que é encorajar e estimular a dança, independente de ida­de, gênero e estilos. Na ânsia de se firmar e agregar novos valores, a Cia Anônimos também diz estar aberta a qualquer pessoa que queria aprender a dança, sem ne­nhuma restrição. Contatos podem ser feitos através dos números: (22)99939-9377 ; (22) 99781-4764, ou pelo e-mail: Ciaanonimos@ou­tlook.com.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário