Macaé News
Cotação
RSS

Alemanha vence Argentina e é tetracampeã

Publicado em 13/07/2014 Editoria: Copa 2014 sem comentários Comente! Imprimir


A Alemanha se sagrou tetracampeã mundial ao derrotar a Argentina por 1 a 0, no Maracanã, neste domingo, na decisão da Copa do Mundo. O  grande herói da partida foi Gotze, que marcou o único gol aos sete minutos do segundo tempo da prorrogação. No tempo normal, a partida terminou empatada sem gols, contrariando o que aconteceu durante todo o Mundial, dominado a ‘Copa dos gols’.

A Alemanha frequentou a decisão em Mundiais pela oitava vez. Foi campeã em 1954, 74, 90 e em 2014. Foi vice em quatro vezes: 66 (perdeu para Inglaterra); 82 foi derrotada pela Itália;  86 para Argentina e  2002 para o Brasil). A Argentina disputou a sua quinta decisão. Foi campeã em 1978 e 86 e vice em 30, quando perdeu para o Uruguai, e em 90 para a Itália.

O Jogo

A Alemanha começou com um desfalque antes mesmo de o árbitro apitar o início da partida. Khedira sentiu contusão na panturrilha no aquecimento e foi substituído por Kramer. No início do jogo, a Alemanha sofreu para trabalhar a bola e os argentinos marcavam a saída de bola do rival.

Sabella surpreendeu a todos ao entrar com dois atacantes segurando Messi para chegar como fator surpresa.

O time de Sabella demonstrava aplicação tática que funcionava e explorava os contra-ataques, quando Messi partiu em velocidade pela direita, deixou Hummels para trás e tentou o cruzamento.

Os alemães tinham mais posse de bola, mas não criava chances de gols.

As duas linhas de quatro formados pela seleção argentina dificultava demais a movimentação dos jogadores alemães. A primeira chance para os Hermanos aconteceu aos 20 minutos. Toni Kroos errou cabeçada para trás e tocou no pé de Higuaín que, cara a cara com Neuer, chutou para fora.

A Argentina fez o gol aos 29 minutos Lavezzi fez o cruzamento para Higuaín, que marcou, mas o atacante estava impedido e o lance foi anulado pelo árbitro. Kramer, que havia substituído Khedira, deu lugar a Schürrle, que deu mais movimentação a Alemanha.

Na melhor oportunidade alemã, aos 36 minutos, em velocidade pela esquerda, Müller tocou para trás e Schürrle bateu e exigiu a defesa de Romero. Lavezzi estava fazendo o papel de Di María. Sempre que a Argentina recuperava a posse, a bola passava pelos pés dele.

Aos 39, Messi recebeu nas costas da defesa, invadiu a área, e bateu travado por Hummels. 

No final, a Alemanha pressionou por duas vezes: a primeira com Toni Kross e a outra com Höwedes, que cabeceou a bola na trave.

Para a segunda etapa, os argentinos vieram modificados. Lavezzi deixou o campo para a entrada de Agüero. E começou pressionando. Logo no primeiro minuto, Messi recebeu, invadiu a área e bateu cruzado, mas para fora.

Alemanha adiantava mais a marcação e, com isso, o ataque melhorou.

Messi estava mais preso no segundo tempo, por isso pouco apareceu e quando teve oportunidade arriscou como aos 29 minutos. Para tentar recompor o ataque, Sabella tirou Higuain e colocou Palacio e no fim saiu Perez e entrou Gago.  Aos 36, a Alemanha assustou com Tony Kroos, que arriscou para fora.

A Alemanha também fez alteração, tirou Klose e entrou Gotze, mas no tempo normal a partida terminou sem gols.

A prorrogação começou de forma elétrica com os dois times tentando definir logo a partida. A Alemanha ameaçou primeiro com Schürrle. A resposta veio no lance seguinte com Agüero. Aos 6 minutos, Rojo lançou no peito de Palacio, que dentro da área, tentou encobrir Neuer e mandou para fora, deixando a torcida argentina, que lotou o Maracanã, frustrada. A Alemanha fez o gol aos 7 minutos do segundo tempo da prorrogação. Schürrle avançou pela esquerda e cruzou para Götze, que livre na área, matou no peito e bateu: 1 a 0.

No final, a Argentina tentou pressionar de toda forma, inclusive com uma falta cobrada por Messi, mas a Alemanha segurou e terminou tetracampeão.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: