Macaé News
Cotação
RSS

David Luiz, Thiago Silva e Júlio César lamentam desastre diante da Alemanha

Publicado em 09/07/2014 Editoria: Copa 2014 sem comentários Comente! Imprimir


David Luiz terminou o jogo contra a Alemanha em prantos. O zagueiro parecia não acreditar que o sonho do hexacampeonato, um título que ele tanto queria dar ao povo brasileiro, tinha ido embora tão rapidamente.

- Os gols da Alemanha iam saindo e eu não acreditava que o sonho do hexa estava indo embora. Foi muito triste.

Mesmo mais calmo, depois de passar pelo vestiário, David Luiz ainda tinha a voz embargada nas entrevistas oficiais.

- Parecia um pesadelo, do qual eu iria acordar e ver que não é verdade. Nosso sonho foi embora assim, do nada.

Ainda que amargurado, David  fez questão de ressaltar a grande atuação da Alemanha.

- Eles foram superiores e mereceram ganhar.

David Luiz disse que "não conseguia entender" a maneira tão contundente como a Seleção Brasileira foi derrotada. Ainda assim, buscava tirar algo quer servisse de lição.

- Temos de ter maturidade para transformar tudo o que aconteceu em algo de positivo para o futuro.

A frustração de David Luiz extrapolava o âmbito esportivo.

|- Nosso povo, que sofre tanto no dia a dia, que tem tantas dificuldades, merecia ter essa alegria no futebol. Mas o que eu quero mesmo um dia é ver o Brasil campeão dentro e fora de campo. Acho que cada um de nós pode ajudar para que isso aconteça.

Para finalizar, uma promessa e um agradecimento.

- Ainda vou ser campeão do mundo com a Seleção Brasileira. E quero agradecer muito todo o apoio que o povo nos deu nessa trajetória da Copa até aqui. 

Thiago Silva ficou de fora do jogo contra a Alemanha devido ao segundo cartão amarelo. Assistiu, entre atônito e incrédulo, ao adversário marcar gols em série e com uma facilidade que ficava difícil de entender e explicar.

- É quase impossível explicar o que aconteceu. O que dá para afirmar é que o time não foi a Seleção Brasileira que normalmente se apresenta.

No intervalo, Thiago foi ao vestiário tentar levantar o ânimo dos companheiros. Não adiantou. A derrota veio ao final por um placar atípico.

- A dor dessa derrota é muito grande. O sonho do hexa cair por terra desse jeito foi triste demais.

O zagueiro, apesar da tristeza, ainda encontrou forças para pedir ao torcedor brasileiro todo o apoio no último jogo, que será realizado sábado, em Brasília, na disputa do terceiro lugar.

- É nesse momento ruim que precisamos ainda mais da força do nosso torcedor. Eu garanto que vamos disputar este jogo de sábado como se fosse a final de uma Copa do Mundo.

Júlio César disputou três Copas do Mundo: em 2006, era o terceiro goleiro, no elenco que tinha Dida e Rogério Ceni à sua frente; em 2010, titular absoluto, na melhor fase da carreira, terminou o Mundial atribuindo a si próprio uma falha que resultou na vitória da Holanda que eliminou o Brasil nas quartas de final.

Passados quatro anos, chegou a Copa de 2014 e a oportunidade da redenção que vinha se desenhando com atuações muito boas até então - na classificação diante do Chile foi o heroi na decisão por pênaltis.

- Infelizmente, saio da minha última Copa do Mundo sem ter tido a alegria de ir à final. Sinceramente, claro que a derrota de 7 a 1 foi dura, mas se tivéssemos perdido por 1 a 0 a frustração seria a mesma. Porque o que a gente queria e sonhava era chegar domingo no Maracanã para decidir o título.

O goleiro do Brasil fez questão de chamar a atenção para um problema que pode ter consequências negativas no futuro.

- A derrota foi contundente, mas temos de levar em conta que neste time há muitos jogadores com potencial para disputar a Copa do Mundo de 2018. Vários que estiveram em campo contra a Alemanha certamente terão nova oportunidade.

MS

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: