Macaé News
Cotação
RSS

Macaé recebe atletas do UFC para pesquisa científica

Publicado em 04/07/2014 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


Esporte de maior crescimento nos últimos tempos no Brasil e no mundo, o Mixed Martial Arts (MMA) chega em Macaé não para realização de lutas, mas no ramo das pesquisas. Isso porque a Prefeitura de Macaé, através da Fundação de Esporte e Turismo (Fesportur), Instituto Macaé de Metrologia e Tecnologia (IMMT) e Fundação Educacional de Macáe (Funemac) com o curso da UFRJ-Macaé, firmou uma parceria com a Academia Nova União, treinada por Dedé Pederneiras - e famosa por treinar grandes lutadores do UFC como José Aldo, Renan Barão e Léo Santos -, com o intuito de buscar melhores resultados através da ciência.

Coordenada pela professora-doutora Beatriz Gonçalves, uma equipe multidisciplinar com educador físico, nutricionista, fisioterapeuta, médico do esporte e alunos de pós-graduação e iniciação científica está envolvida no projeto, que teve início nesta quinta-feira (3), com o atleta Léo Santos, vencedor do The Ultimate Fighter Brasil 2 (TUF Brasil).

- Assim como já atuamos com outros atletas do alto-rendimento de esportes como natação, basquete e futebol, firmamos agora esta parceria com uma academia de renome mundial com atletas de ponta do UFC, incluindo donos de cinturão da modalidade. Para nós, é motivo de orgulho ver que nosso laboratório, mesmo localizado no interior do estado, é referência e agradecemos a todos gestores envolvidos nessa nova conquista – informou a professora-doutora da UFRJ-Macaé.

De acordo com o eduacador físico Anderson Pontes, o Laboratório de Pesquisa e Inovação em Ciências do Esporte (Lapice) desenvolve uma série de exames no atleta. São avaliações metabólicas, antropométricas, composição corporal, consumo alimentar, bioquímica.

- Através desse conjunto de avaliações temos um diagnóstico completo do atleta, desde indicadores de lesão, transtornos alimentares até alterações de peso. Com isso, temos por principal objetivo preservar a saúde do atleta e buscar elementos para a melhor performance do competidor – disse Anderson Pontes.

De acordo com a parceria com a Academia Nova União, ao todo serão avaliados 12 atletas. Para o vencedor do TUF Brasil 2, Léo Santos, o auxílio da ciência é necessário para a evolução do lutador.

- Hoje em dia é importante termos o apoio das pesquisas para conseguirmos melhores resultados. O nível dos competidores é alto e temos que melhorar sempre em todos os quesitos. Esta parceria está sendo ótima pois é mais uma forma que temos de buscar vantagens sobre os adversários –, destacou o atleta.

Para o vice-presidente de Esportes da Fesportur, Henrique Gama, esta parceria é motivo de orgulho para todos os macaenses. Segundo ele, esta avaliação será estendida para os atletas do alto-rendimento de Macaé.

- É mais uma grande conquista vermos Macaé recebendo atletas de ponta, não apenas para competir, mas para buscar  aperfeiçoamento através da ciência e pesquisa. Isso só comprova a qualidade de profissionais capacitados que temos em nosso município. Assim como já passaram por aqui integrantes do bolsa-atleta da natação, basquete, futebol, MMA, ampliaremos para que todos os atletas de alto-rendimento também tenham acesso a este benefício -, finalizou.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário