Macaé News
Cotação
RSS

Suárez é punido pela Fifa e está fora da Copa

Publicado em 26/06/2014 Editoria: Copa 2014 sem comentários Comente! Imprimir


Divulgação

Divulgação

Saiu na manhã desta quinta-feira a punição ao atacante Luis Suárez, pela mordida que deu no zagueiro italiano Chiellini no último encontro entre ambos. A Fifa decidiu suspender o jogador uruguaio por nove jogos e, com isso, ele está fora da Copa do Mundo deste ano, voltando a defender a Celeste apenas em amistosos pós-Mundial.

Na punição imposta pela Fifa, Suárez sequer poderá estar no estádio quando o Uruguai estiver em campo. A decisão - tomada com base nos artigos 48 e 77 do Código Disciplinar da Fifa - cabe recurso, porém, não há a possibilidade dele entrar em campo até que uma possível apelação seja julgada.

Além dos nove jogos de suspensão com a seleção do Uruguai, Suárez também está impedido de exercer qualquer atividade relacionada ao futebol nos próximos quatro meses - incluindo atuar pelo Liverpool, seu clube na Inglaterra. Ele ainda terá de pagar uma multa de 100 mil francos suíços (cerca de R$ 247 mil).

Apesar de estar banido do futebol nos próximos quatro meses, Suárez poderá se transferir de um clube para o outro nesse período em que ele estará fora de combate.O Comitê Disciplinar da Fifa se reuniu na noite da última quarta-feira, no hotel Sofitel, em Copacabana, para decidir se puniria ou não, e qual seria a sanção imposta ao uruguaio.

Suárez mordeu o ombro do zagueiro italiano Chiellini no duelo pela última rodada do Grupo D, em Natal. A vitória por 1 a 0 valeu a vaga nas oitavas de final para a Celeste e a eliminação da Azzurra.

Esta foi a terceira vez que o uruguaio foi flagrado mordendo adversários. Antes o atacante já havia feito a mesmo quando jogava pelo Ajax-HOL e mais tarde, já defendendo o Liverpool-ING, seu atual clube.

Na defesa de Suárez, a Associação Uruguaia de Futebol (AUF) alegou que não houve mordida e que as imagens da partida não eram conclusivas sobre a agressão.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário