Macaé News
Cotação
RSS

Fifa é acusada de negligência após caso uruguaio

Publicado em 21/06/2014 Editoria: Copa 2014 sem comentários Comente! Imprimir


A FIFPro, o sindicato mundial dos jogadores de futebol, acusou nesta sexta-feira a Fifa de ter sido negligente por deixar o lateral esquerdo uruguaio Alvaro Pereira retornar a campo depois de ter levado uma pancada na cabeça na vitória por 2 a 1 contra a Inglaterra, na quinta (19).

O jogador do São Paulo foi atingido na cabeça pelo joelho do meia-atacante Raheem Steling e permaneceu imóvel no gramado por alguns segundos.

O médico da seleção uruguaia chegou a pedir a substituição do lateral, mas Alvaro Pereira se revoltou com a decisão e voltou a campo.

"A FIFPro entende que no calor do momento, diante de pressões de uma importante partida, muitos jogadores iriam reagir desta maneira, mas há momentos em que eles também precisam de proteção para não tomar decisões precipitadas", disse, em nota, o sindicato.

O órgão cobrou da Fifa que abra uma investigação sobre o caso e sugere uma mudança na regra do futebol para que jogadores possam ser substituídos temporariamente enquanto estiverem passando por exames na beira do campo.

Questionada pela reportagem, a porta-voz da Fifa, Delia Fischer, negou a negligência e disse que o uruguaio foi devidamente examinado antes de retornar ao gramado.

"O Alvaro Pereira foi autorizado a continuar pelo médico [do Uruguai] Alberto Pan. O exame neurológico feito naquele momento mostrou que ele estava ok. Vamos continuar monitorando sua situação com a comissão técnica uruguaia", disse.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: