Macaé News
Cotação
RSS

Alunos da E. M. Prof. Edilson Duarte organizam a “Copa em Casa”

Publicado em 13/06/2014 Editoria: Copa 2014 sem comentários Comente! Imprimir


Divulgação

Divulgação

         A culminância do projeto Copa em Casa da Escola Municipal Professor Edilson Duarte agitou a garotada. Toda a escola estava enfeitada para dar o chute inicial e preparar a grande festa da Copa do Mundo. Alunos, professores e toda a equipe da escola entraram no clima e mergulharam nas tradições e culturas de todos os países que vieram participar da competição no Brasil. 

            Durante dois meses os alunos pesquisaram várias informações sobre os países participantes da Copa do Mundo 2014: cultura, danças típicas, gastronomia e muito mais. Um time de alunos empolgados que tiveram a oportunidade de conhecer melhor a história de casa país e ainda entender um pouco mais sobre como acontece a preparação de cada um deles para esse grande evento esportivo, em especial nesta edição sediada pelo Brasil. E como todos os holofotes estão para esse esporte conhecido aqui como “paixão nacional”, o futebol foi assim o foco principal de estudos na escola. 

            A programação contou ainda com premiação dos alunos que vestiram a camisa da Escola em competições esportivas estudantis no primeiro semestre. Além disso, cada sala de aula representou um país envolvido na Copa, com direito a degustação de pratos peculiares de cada nação e também muitas curiosidades que despertaram a atenção das turmas, como as três coisas que eles não sabiam da França, por exemplo: a primeira é que os franceses comem carne de cavalo, a segunda é que por lá, de acordo com a pesquisa que os alunos fizeram, não há aulas às quartas-feiras e, por fim, que aproximadamente 45% das pessoas não costumam escovar os dentes regularmente. “Cartão vermelho para eles”, dizia a turma em reprovação!

            Julia Ketelyn, aos 14 anos de idade é uma das atletas mais aplaudidas da escola. Ela cursa o 9º Ano e representa o Edilson Duarte no Intercolegial de natação. Além disso, ela é atleta da seleção de Cabo Frio na Liga Cabofriense. Para a nadadora, o projeto tem uma importância a mais: conhecer bem os adversários. “Eu sonho em competir nas Olimpíadas e esse projeto está me ajudando a conhecer as várias culturas dos meus futuros adversários. Está sendo super bacana e eu já aprendi muita coisa”, explica. Ketelyn, que se prepara para competir em setembro, já tem uma coleção de cinco medalhas de ouro em apenas um ano e meio competições. 

            Para a professora de Educação Física e responsável pelo evento, Palmira Domingues, o sucesso final da culminância foi uma grande surpresa. “A princípio iríamos apenas fazer um dia de troca de figurinhas e pintura no rosto, mas a cada pesquisa eles foram se entusiasmando e propondo novas atividades. Tudo que estamos apresentando hoje foi pesquisa e desejo dos alunos”, conta a professora.  

            A equipe do Programa Amaury Valério, da Rádio Ondas, também participou da festa durante toda a manhã. A repórter Janayna Teixeira fez vários flashes da escola e entrevistou os alunos ao vivo. Um belo gol de placa dos alunos que, além de participarem muito bem das entrevistas, ainda ficaram bastante contentes com a visita ilustre.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: