Macaé News
Cotação
RSS

Petrobras inaugura complexo de visitação no Parque Nacional da Restinga

Publicado em 12/06/2014 Editoria: Petróleo e Gás sem comentários Comente! Imprimir


Divulgação

Divulgação

Foi inaugurado nessa terça, 10, em Macaé o Complexo de Visitação do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba,  uma parceria entre a Petrobras e o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio). O complexo fica no bairro Lagomar, uma das portas de entrada do parque, que abrange ainda os municípios de Carapebus e Quissamã, com 44 quilômetros de praias e 18 lagoas costeiras, onde vivem espécies de plantas e animais ameaçados de extinção.

O Complexo vai permitir que o parque  receba   visitantes regularmente, além de oferecer maior estrutura para as pesquisas científicas que são feitas na área. As instalações inauguradas contam com sala para os setores administrativos, auditório para 70 pessoas, lanchonete, loja de souvenir, sala para exposições, guarita de vigilância, vestiários, sala para brigadistas e guarda ambiental, garagem para os carros e barcos da unidade, torre de observação de incêndios, ciclovia, estacionamento, quiosques e ambulatório
“Além do ganho ambiental, o Complexo de Visitação, vai ajudar a fortalecer a economia e o turismo da região”, afirmou o gerente geral dos Serviços Compartilhados da Bacia de Campos, José Eduardo Carramenha, que representou a Petrobras na cerimônia de inauguração. Junto com o ICMBio, as associações comercias dos municípios e o Sebrae já estudam projetos para incentivar a visitação, que antes do Complexo só era permitida com agendamento.

Segundo o chefe do parque, Marcelo Pessanha, a inauguração do complexo é a realização de um sonho que começou há 16 anos, quando a restinga de Jurubatiba foi transformada em Parque Nacional, por meio de decreto federal. “Só tenho a agradecer a todos que colaboraram com esta obra, incluindo a Petrobras. Hoje, deixo de ser servidor público para ser anfitrião da comunidade, que será recebida com o maior carinho em um lugar de qualidade”, destacou.

Já o representante do ICMBio , Roberto Rodrigues Soares, lembrou que o projeto respeitou o Plano de Manejo do Parque e obedeceu às regras de sustentabilidade. Também presente no evento, o professor Francisco Esteves, titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (URFJ), afirmou que a inauguração do Complexo ajudará o Parque a ficar mais próximo da população. “Uma estrutura como esta vai abrir inúmeras possibilidades daqui pra frente”, afirmou.

A obra foi realizada como compensação ambiental por meio do Termo de Ajuste de Conduta, assinado entre a Petrobras, Ministério Público Federal e o ICMBio e gerou 230 postos de trabalho diretos, a maioria destinados a moradores do entorno do parque.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: