Macaé News
Cotação
RSS

Moradores protestam na serra macaense de Glicério após morador ser assassinado

Publicado em 09/06/2014 Editoria: Geral 1 comentário Comente! Imprimir


Divulgação

Divulgação

Valdemir Gonçalves, 42 anos, foi atingido por três disparos quando fechava seu comércio

Revoltados com a falta de segurança pública na região serrana de Macaé, moradores começaram um protesto no distrito de Óleo – localidade conhecida também como ‘Trapóleo’, no início da madrugada desta segunda-feira, dia nove, para chamar a atenção das autoridades locais. O protesto começou após um homem ter sido baleado por volta das 23h, de domingo, dia oito. A vítima, Valdemir Gonçalves, de 42 anos, levou três tiros enquanto fechava o seu estabelecimento.

De acordo com informações de populares, ele foi abordado por dois homens em uma moto que anunciaram o assalto. Numa tentativa de se livrar da ação, a vítima reagiu e foi alvejada por três disparos de arma de fogo. Valdemir chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Público de Macaé (HPM), mas não resistiu, e veio a óbito.

Com o acontecimento, moradores se revoltaram por não terem segurança na localidade, protestaram contra a onda de violência na região serrana. Os manifestantes foram até  à sede da subprefeitura, e lá em frente, eles retiraram paralelepípedos e abriram uma vala na rua, impedindo a passagem de veículos. Também colocaram fogo em madeiras e pneus e, segundo a Polícia Militar, chegaram a quebrar alguns vidros do prédio da subprefeitura.

A PM foi acionada e permanece no local. Apesar da confusão, ninguém ficou ferido. Uma parte dos manifestantes passou a noite em frente à subprefeitura. Na manhã desta segunda-feira, policiais tentam negociar com os moradores buscando a liberação da via. Nas redes sociais, a população também demonstrou revolta com o ocorrido.

Em sua página no facebook, a internauta identificada como Penha Ramos, avaliou a violência como maldita, e cobrou mais atenção para a região. “Isso tudo está enojando todos nós. Coronel Ramiro, com todo respeito, vamos esquecer um pouco a Malvinas, Nova Holanda e olhar mais nossa serra. Ela está largada! Socorro!!”, pediu por mais atenção. Identificada como Fernanda Carvalho, disse que está difícil. “Nossa serra esta abandonada. Socorro!”, pediu.

 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


1 comentário

Deixe o seu comentário