RJ NEWS ONLINE
Cotação
RSS

Prefeitura de Macaé e UFRJ publicam miniguia “Alimentando o seu bebê”

Publicado em 04/12/2020 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


As orientações básicas para escolhas alimentares adequadas que as famílias precisam saber no cuidado com crianças menores de dois anos de idade estão no miniguia “Alimentando o seu bebê”, produzido por pesquisadoras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e publicado em parceria com a Prefeitura de Macaé por meio do Observatório da Cidade. O guia faz parte do Trabalho de Conclusão do Curso de Nutrição da UFRJ-Macaé da aluna Thainá Lobato, autora principal da obra junto com Yasmim Garcia Ribeiro e as professoras Naiara Sperandio e Jane de Carlos Santana Capelli.

O miniguia foi elaborado com base nas experiências dos membros do projeto de extensão universitária Incentivo à Alimentação Complementar Adequada voltada aos lactentes assistidos na Rede de Atenção à Saúde do Município de Macaé (Iacol), desenvolvido nas unidades de Atenção Básica de Saúde (ABS). O trabalho é fruto da parceria com o projeto de pesquisa Estado Nutricional de lodo e Potássio entre Gestantes, Nutrizes e Lactentes Brasileiras um Estudo Multicêntrico (EMDI), ambos do Curso de nutrição; e com a Coordenadoria da Área Técnica de Alimentação e Nutrição (Catan), da Secretaria Municipal de Saúde de Macaé, desde o ano de 2013.

“O Miniguia é fruto do meu Trabalho de Conclusão de Curso, orientado pelas professoras Naiara Sperandio e Jane Capelli. Eu tive o apoio da Yasmim Garcia, também membro Iacol e do EMDI, e do Jackson, que fez todo o design da obra. Foi um prazer contribuir para o município com essa obra e espero que possa ajudar muitas famílias na alimentação de crianças menores de 2 anos”, destacou Thainá Lobato.

As autoras mostram, na obra, a importância do alimento materno exclusivo; quando começar a alimentação complementar ao leite materno; a introdução de novos alimentos; o preparo das refeições do bebê; exemplos de papas de frutas e salgadas; como ler os rótulos das embalagens; quais os aspectos do desenvolvimento infantil relacionados com a alimentação; como higienizar corretamente os alimentos; a recomendação de sal e açúcar para o bebê; como conhecer os sinais de fome e sede do bebê; a necessidade de oferecer água ao bebê; entre outros temas até receitas práticas para fazer em casa.

Construção do guia

Durante três anos, no desenvolvimento das ações educativas nas unidades de saúde e em oficinas e minicursos, verificou-se que os materiais educativos elaborados e distribuídos pelo projeto Iacol (duas filipetas e um folder) não eram suficientes para divulgar todo o conteúdo necessário para orientar o público alvo, constituído de gestantes, nutrizes, puérperas, familiares, cuidadores e profissionais de saúde, sobre o tema alimentação de crianças menores de dois anos. A partir dessa constatação, começou a ser construído o miniguia com orientações mais aprofundadas sobre alimentação adequada e saudável, baseada na comida de verdade, respeitando a identidade dos povos, promovendo a segurança alimentar e nutricional (SAN), visando garantir o direito humano à alimentação adequada (DHAA).

A parceria da universidade com a prefeitura permitiu a publicação de forma que todas as pessoas e profissionais da Saúde tenham livre acesso ao miniguia através do Observatório da Cidade, órgão da Secretaria Municipal Adjunta de Ensino Superior, vinculada à Secretaria de Educação de Macaé. A parceria interinstitucional e intersetorial entre a gestão pública local, as universidades, outras instituições de ensino e instituições parceiras tem marcado as ações do Observatório da Cidade, através de uma prática colaborativa entre os agentes que compõem o seu Núcleo de Estudo e Pesquisa, oportunizando a produção de conhecimento em diferentes áreas relativas às questões locais.

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário