Macaé News
Cotação
RSS

Sebastião Caldas, o Tantão, chega aos 90 anos e afirma: “Não quero parar de correr”

Publicado em 28/10/2020 Editoria: Eleições 2020 sem comentários Comente! Imprimir


Tantão tem mais de 600 medalhas em sua coleção

Tantão tem mais de 600 medalhas em sua coleção

Foi uma comemoração em grande estilo, com muita disposição e aquela corrida que já faz parte da rotina de um atleta macaense, que na sexta-feira, dia 23 de outubro, completou 90 anos de idade. Sebastião Caldas, o Tantão, comemorou a data ao lado da família e de amigos corredores e atletas da Associação Corredores de Rua de Macaé (ASCOM).

O atleta afirmou que não quer parar de correr. “Até quando Deus me permitir vou continuar correndo. Estou bem de saúde, me cuido, não bebo, não fumo, como frutas, tomo vacinas para continuar bem e estou, graças a Deus”, revelou ao RJ News.

O atleta possui mais de 600 medalhas de maratonas que conseguiu concluir até o final, sem apresentar nenhum sinal de cansaço físico. Já participou de provas reconhecidas no país, como a Corrida de São Silvestre, em São Paulo, Corrida da Garoto, em Vila Velha, no Espírito Santo, além de algumas maratonas de 42 quilômetros, em Sergipe, Bahia, Blumenau, em Santa Catarina.

A dedicação ao atletismo começou em 1951, quando Sebastião, o Tantão, trocou o futebol pela modalidade de corrida e permanece até hoje. “Se Deus quiser vou chegar aos 100 anos correndo, treinando e trazendo mais medalhas para Macaé”, declarou.

A comemoração pelos 90 anos de Sebastião Caldas foi no último sábado, dia 24, quando os atletas da Ascom se reuniram na Praia do Pecado, onde ele mora com a família. Adotando todos os protocolos de prevenção à Covid-19, como uso de máscaras e o distanciamento social de dois metros, os atletas correram pelas ruas do bairro.
O também atleta e diretor da Ascom, Sérgio do Rosário Conceição, de 46 anos, declarou que antes de entrar para a associação, já tinha visto Sebastião correndo várias vezes nas provas. “Ele sempre foi uma fonte de inspiração para mim. Entrei para a associação sem saber que ele também era integrante. Quando descobri, fiquei maravilhado. E, graças a Deus, ele sempre está do meu lado nas corridas. Para mim, é um privilégio estar ao lado de uma lenda viva”, enfatizou. 

Para a diretora da Ascom, Vera Mota, Sebastião, ou Tantão, é um exemplo de garra e determinação para todos da associação. “Ele ama correr e sempre se destaca na sua categoria. É um exemplo a ser seguido por muitas pessoas que buscam no esporte, não apenas resultados, mas uma vida saudável”, declarou. Vera, com 61 anos, é ultramaratonista e corre há 32. O foco, segundo ela, é correr provas acima de 50 quilômetros. Ela é a campeã brasileira na categoria que atua, Ultras de 24 horas.

Sebastião Caldas, que trabalhou como barbeiro até os 48 anos de idade, é casado e pais de três filhos, dentre eles, Luciano Diniz, que também participou da corrida em comemoração aos 90 anos do pai. “Fico muito feliz por ver meu pai assim, bem-disposto, com saúde e sempre consciente da importância de praticar atividade física. Moramos todos juntos. Ele serve de exemplo para todos nós e para muitas pessoas e isso muda também a nossa rotina de vida, como ter uma boa alimentação, hábitos saudáveis e praticar esportes. Parabenizo ele por estar assim aos 90 anos”, declarou.

› FONTE: RJ News


sem comentários

Deixe o seu comentário