Macaé News
Cotação
RSS

Fisioterapia é essencial na recuperação de Covid-19

Publicado em 11/10/2020 Editoria: Saúde sem comentários Comente! Imprimir


Eduardo Machado de Souza atua na reabilitação cardiopulmonar e metabólica dos pacientes pós Covid-19

Eduardo Machado de Souza atua na reabilitação cardiopulmonar e metabólica dos pacientes pós Covid-19

O Dia do fisioterapeuta é comemorado na próxima terça-feira, dia 13 de outubro. Por isso, o RJ News resolveu homenagear esses profissionais que estão sendo fundamentais na recuperação de pacientes de COVID-19, principalmente nos casos mais graves.

O fisioterapeuta Eduardo Machado de Souza, especialista em fisioterapia hospitalar e terapia intensiva, atua em duas frentes: uma no hospital, em pacientes internados, e outra com pacientes pós covid-19, através da reabilitação cardiopulmonar e metabólica.

“O fisioterapeuta desempenha importante papel no cuidado relacionado às questões que envolvem o acometimento funcional em detrimento do tempo de internação, uso de sedativos e bloqueadores neuromusculares. Condições estas que corroboram para desenvolvimento da fraqueza muscular adquirida na UTI. Haja vista que estes pacientes permanecem em ventilação mecânica por período médio de até 3 semanas, deve se dar atenção à mobilização precoce. Assim, a atuação do profissional de fisioterapia se estende desde o início do suporte ventilatório, em suas diferentes modalidades, passando pelo que definimos como “desmame” desta substituição ou auxílio até o cuidado com a capacidade funcional para devido retorno às suas atividades de vida diária pós COVID-19”, relatou Eduardo.

O fisioterapeuta explicou que aproximadamente 20 por cento da população acometida pela doença desenvolverá sintomas moderados a graves, necessitando de hospitalização e, possivelmente, terão algum comprometimento funcional devido às sequelas pulmonares, cardíacas e musculoesqueléticas por causa do período de internação e comprometimento funcional.

“Todo paciente que tenha apresentado a forma grave da doença deverá passar por avaliações clinicas prévias e ser posteriormente encaminhado para um programa de reabilitação. Esses pacientes devem ser submetidos a uma adequada avaliação funcional, para identificação dos comprometimentos da função cardiorrespiratória e, assim, ser programado o devido processo de reabilitação”, disse.

O fisioterapeuta afirmou que o programa de reabilitação cardiorrespiratória é uma importante ferramenta de promoção e recuperação da plena capacidade funcional, realizado com segurança, o que permite, maneira individualizada, o reestabelecimento dos diferentes níveis de função ao indivíduo.

› FONTE: RJ News


sem comentários

Deixe o seu comentário