Macaé News
Cotação
RSS

Novo horário do comércio gera expectativa em empresários

Publicado em 01/10/2020 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


Desde segunda-feira, 28 de setembro, o comércio de rua de Macaé está autorizado a abrir das 10h às 18h. O aumento de duas horas no horário de segunda a sexta foi aprovado por comerciantes, que acreditam em uma retomada breve, já que as festas de fim de ano se aproximam. Além de ampliar o horário do comércio, a prefeitura também autorizou a retomada de cursos profissionalizantes, desde que alunos e estabelecimentos sigam algumas réguas de prevenção.

Desde essa segunda-feira, dia 28 de setembro, o comércio de rua de Macaé passou a funcionar em horário estendido, das 10h às 18h. A medida foi publicada em decreto na última sexta-feira, dia 25. Até então, as lojas estavam funcionando das 10h às 16h.

Para muitos comerciantes, a expectativa é de melhora e retomada do setor. Segundo Antônio Rogério Antunes Oliveira, que atua no ramo de variedade na cidade há 42 anos, com o horário de funcionamento das lojas até às 18h, muitos consumidores poderão ir aos estabelecimentos depois do horário do expediente do trabalho. “Isso não estava acontecendo. Muita gente agora vai poder ir às lojas depois das 17h, 17h30, quando saem do trabalho. Então, acredito sim que a tendência é de melhora, já que também estamos nos aproximamos do final de ano”, destacou.

Segundo a prefeitura, a liberação foi permitida, entre outros fatores, devido à cidade estar na faixa verde de baixo risco de contaminação da Covid-19, além do significativo número de casos já confirmados que, de acordo com a prefeitura, não acarretaram sobrecarga na rede pública de saúde, tendo em vista o número de leitos atualmente disponíveis e a demanda atual relativamente baixa da rede hospitalar.

Alguns comerciantes acreditam que outras atitudes poderiam incentivar ainda mais a economia local. Para o empresário e comerciante, Francisco Citrangulo, Macaé, a exemplo de Friburgo, na região serrana, poderia implantar a Semana Inglesa, como forma de incentivar o consumo no comércio, principalmente aos sábados.
“Eu, na verdade, sou a favor que o comércio fique aberto até mesmo aos domingos. Porque é no final de semana que as pessoas têm tempo de andar, ver vitrines e comprar. Mas, em Macaé, o comércio no sábado é deserto, funciona até às 13h. Mesmo com o novo horário de funcionamento, até às 18h, muita gente prefere vir ao centro ou ao calçadão, nos finais de semana. Acho que se conseguisse implantar essa semana na cidade seria o ideal. Poderia ser feito um acordo coletivo com o Sindicato do Comércio. Acho que seria sim uma excelente medida”, enfatizou Francisco, que atua na loja ao lado da esposa, Lídia Balzana.

Mas para ele, mesmo com as lojas funcionando das 10h às 18h, ainda com restrições devido à Covid-19, é incoerente a tentativa de evitar aglomerações nos estabelecimentos. “Eu acho isso um absurdo sim. Restringir os horários do comércio. Porque os postos, unidades de saúde da cidade, são os principais pontos de aglomeração. Acho que isso sim deveria ser revisto”.

Cursos profissionalizantes
A prefeitura também autorizou a reabertura dos cursos profissionalizantes e extracurriculares no horário das 10h às 20h, desde que sejam cumpridas todas as regras de distanciamento social e higienização previstas nos decretos municipais que estão em vigor. Entre elas, está a necessidade de todos os alunos apresentarem teste negativo para Covid-19. Também é obrigatório que funcionários, colaboradores, sócios e proprietários desses estabelecimentos tenham resultado negativo ao teste para detecção de anticorpos de coronavírus.

› FONTE: RJ News


sem comentários

Deixe o seu comentário