Macaé News
Cotação
RSS

CBF diz que clubes ameaçaram paralisar Brasileirão caso torcida voltasse só no Rio

Publicado em 28/09/2020 Editoria: Esporte sem comentários Comente! Imprimir


O Governo do Rio autorizou a volta do público aos estádio com 30 % de sua capacidade, mas o retorno não deve ocorrer neste momento. Em entrevista à CNN Brasil, Walter Feldman, secretário-geral da CBF, disse que, em reunião no último sábado, a maioria dos clubes se mostrou contra a volta dos torcedores.

Globo pede e CBF marca jogo do Botafogo no Brasileiro em dia de compromisso do Flamengo pela Libertadores
“Ela (a FERJ) acredita que, independente dos outros clubes, outros estados, outros municípios poderem ou não fazer partidas com torcida, se o Rio desejar, ele poderá fazê-lo. Nós não podemos aceitar.

Os clubes não aceitam porque isso, em primeiro lugar, criaria um desequilíbrio técnico na competição que daria um desajuste em relação à sua própria continuidade. Todos os clubes querem a volta das suas torcidas. Todos eles. E nós temos um dado, evidentemente ele é variável, mas eu daria um dado atípico de que, quando a torcida está em campo, o clube tem 30% mais de possibilidade de vitória. Portanto, esse desequilíbrio seria absolutamente insustentável”, declarou.

Feldman ainda revelou que os clubes chegaram a ameaçar parar o Brasileirão caso o público retornasse somente no Rio.

"Os clubes (do Brasileirão) disseram o seguinte: ‘se houver jogo no Maracanã para um determinado clube, nós não entraremos mais em campo’. Isso levaria à paralisação do próprio Campeonato. Ou seja, seria uma consequência muito grave, dramática, estabelecida por vontade de apenas um Estado, ou de poucos clubes”, completou.

› FONTE: O Dia


sem comentários

Deixe o seu comentário