Macaé News
Cotação
RSS

Botafogo e suas façanhas

Publicado em 25/09/2020 Editoria: Esporte sem comentários Comente! Imprimir


O Botafogo é um clube peculiar. De história invejável, no século 21, principalmente na Copa do Brasil, colecionou derrotas vexaminosas e que deixaram a torcida para lá de receosa em qualquer fase eliminatória da competição. Contra o Vasco, o medo era maior, ainda mais se tratando do time que tem uma larga vantagem no número de vitórias em confrontos diretos (125 vitórias do Vasco a 80 do Alvinegro, segundo o site “OGol”). Só que, no mata-mata, a parada é diferente. Com a classificação da última quarta-feira, o Fogão chegou a 13 classificações, enquanto o Vasco só passou de fase em cinco oportunidades nas 18 vezes que os times se enfrentaram de forma eliminatória. Foi a primeira na Copa do Brasil. Um resultado que fez o time de Paulo Autuori, que deu um nó tático no Cruzmaltino, respirar muito bem em 2020. Inclusive, com R$ 2,6 milhões no bolso e salários em dia. Grande fase para o Botafogo. Nem tão boa para o Gigante da Colina, que viu sua equipe, embalada no Brasileirão, cair tão cedo na tão sonhada Copa do Brasil...

SABER LIDAR COM A DERROTA
O &39;Ramonismo&39; vive seu pior momento no Vasco. Além do técnico estar afastado da equipe por covid-19 (volta no domingo, contra o Red Bull Bragantino), o auxiliar Thiago Kosloski repetiu os erros (claro que com o aval do comandante) que a torcida tanto vem alertando: insistência em Fellipe Bastos, Ribamar e Pikachu. O resultado foram 45 minutos do primeiro tempo jogados fora e, no fim, a eliminação. Gosto do Ramon. Faz um excelente trabalho. Mas não pode se deixar levar pela teimosia e insistência para não “morrer” abraçado com elas...


PALMEIRAS NÃO DEVERIA TER MEDO?
Entendo que o Flamengo esteja sendo incoerente nesta questão do coronavírus e na tentativa de adiamento do jogo contra o Palmeiras. Falamos isso aqui ontem na coluna. E isso só se reafirma quando vemos o clube insistindo na liberação do público aos estádios. Mas me pergunto: o próprio time paulista não deveria ter medo de jogar contra uma equipe que está tendo um surto de covid-19? Pelo próprio bem do seu elenco e comissão técnica? Eu teria medo e pensaria no meu clube antes de pensar em alguma possível vantagem técnica. Até porque o Palmeiras é uma grande equipe e não precisa disso.

RENATO SEGUE DEITANDO NO SUL
O Grêmio chegou a incríveis dez jogos sem perder para o Internacional. Uma invencibilidade monstruosa para os parâmetros de rivalidade do clássico Gre-Nal. Na quarta-feira, pela Libertadores, Pepê, uma espécie de Éverton Cebolinha da nova geração, fez um golaço e deu ainda mais moral para o técnico Renato Gaúcho que, como treinador, só perdeu três vezes para o maior rival. Ele tem sua marra, mas real é que ele também faz por onde.

› FONTE: O Dia


sem comentários

Deixe o seu comentário