Macaé News
Cotação
RSS

Delivery conquista mercado e garante espaço pós-pandemia

Publicado em 06/09/2020 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


A maioria dos brasileiros precisou se readequar a uma nova rotina, devido à pandemia da Covid-19. Com esse isolamento social, o delivery se tornou um serviço essencial. Segundo uma pesquisa realizada pela Mobills, as vendas por delivery cresceram quase 100% entre janeiro e maio deste ano na comparação com igual intervalo do ano passado. A empresa analisou dados de mais de 160 mil usuários.

A jornalista Fernanda Viseu é um exemplo dos novos adeptos à praticidade do delivery. Ela afirma que pretende continuar usando esse tipo de serviço mesmo quando a pandemia acabar. "O hábito de pedir delivery era só aos finais de semana para comprar comida, mas com a pandemia passei a comprar tudo pela internet. Além dos restaurantes, faço hortifruti, compro móveis, utensílios para casa, quase tudo", contou.

Quem está do outro lado da linha afirma que a demanda aumentou muito com essa nova realidade. Davi Esdra Lacerda, que é responsável por um estabelecimento especializado em massas, localizado no bairro Aroeira, em Macaé conta, que desde que abriu seu negócio, há seis anos, preferiu potencializar o delivery e sua clientela já era 98%, através de atendimento de entrega. Mas, durante a pandemia, além de terem surgido novos clientes, o perfil do consumidor também mudou.

"Nós entregávamos muito nas empresas, as pessoas estavam trabalhando e pediam uma porção pequena na hora do almoço. Com a pandemia, muitos dos nossos clientes passaram a pedir porções maiores, já que estão trabalhando em casa e almoçam com a família", revelou Davi, que precisou contratar um motoboy a mais para atender essa nova demanda.

O momento também serviu de incentivo para aqueles que queriam iniciar o seu negócio, como foi o caso de Alex Silva, de 39 anos. Ele conta que sempre teve vontade de abrir um restaurante, mas ainda não tinha encontrado uma oportunidade viável. Nesse momento ele viu uma possibilidade para se reinventar.

"Com a pandemia, vi uma oportunidade de mostrar o que gosto realmente de fazer e poder oferecer uma gastronomia diferente. A minha cozinha oferece, nos finais de semana e em alguns dias da semana, pratos que podem ser finalizados em poucos minutos e o cliente consome da melhor forma, no seu tempo e no seu jeito. Também oferecemos as opções resfriadas e congeladas, durante toda semana, e a aceitação está sendo muito boa", disse. Alex conta com um entregador terceirizado para fazer a entrega dos seus produtos.

› FONTE: RJ News


sem comentários

Deixe o seu comentário