Macaé News
Cotação
RSS

Parceria deve oferecer novas soluções no setor de óleo e gás

Publicado em 23/05/2014 Editoria: Petróleo e Gás sem comentários Comente! Imprimir


Divulgação

Divulgação

» Astronauta da NASA esteve no Rio de Janeiro para celebrar compromisso
 
Alta Tecnologia a Favor do Desenvolvimento do país. Visando um crescimento ordenado e com segurança, a Deloitte, uma das maiores organizações de consultoria e auditoria do mundo, fechou aliança com a NASA. Objetivo é auxiliar as organizações da cadeia da indústria de óleo e gás no aperfeiçoamento das ferramentas de gestão de riscos em atividades de exploração e de produção.
 
 Resultado da combinação da expertise da Deloitte, como prestadora de serviços na área de óleo e gás com os conhecimentos da NASA, reconhecida pela excelência no gerenciamento de riscos, as novas soluções a serem oferecidas conjuntamente se utilizam de técnicas para gestão de riscos operacionais empregadas no espaço sideral, com a perspectiva de serem aplicadas agora na exploração e produção em águas profundas. 
Com a parceria, uma equipe formada por especialistas da Deloitte e da NASA poderá apoiar no diagnóstico de possíveis riscos nos negócios, além de mensurar a eficácia da cultura de riscos das empresas clientes por meio de análise preventiva e recomendar a melhor tecnologia ou capacidade a ser aplicada para cada problema levantado.
 
 O sócio da Deloitte, Carlos Vivas, exemplifica que a comunicação entre os astronautas e a Terra tem um delay de aproximadamente cinco minutos. “No caso de um acidente no espaço, a equipe do astronauta precisa estar munida de mecanismos e tecnologias para resolver o problema, antes mesmo de comunicar os profissionais da NASA”, disse. 
 
“Os desafios enfrentados nesses dois segmentos são muito parecidos. Os profissionais dessas áreas lidam com equipamentos complexos e com grande potencial para catástrofes. A indústria de óleo e gás tem procurado se aperfeiçoar cada vez mais e agora será possível aplicar novas técnicas para a gestão de riscos na exploração e produção de petróleo”, complementa.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: