Macaé News
Cotação
RSS

Dia do Ambiente: órgãos realizam ações de fiscalização e apreensão

Publicado em 03/06/2020 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


Durante vistoria, algumas irregularidades foram constatadas resultando em multa e apreensão de materiais

Durante vistoria, algumas irregularidades foram constatadas resultando em multa e apreensão de materiais

As Secretarias de Ambiente e Sustentabilidade e Ordem Pública, por meio da Guarda Ambiental, em parceria com o Instituto Estadual do Ambiente, o Inea, realizaram nesta quarta-feira (3), ações de fiscalização e orientação na Lagoa de Imboassica e no Parque Atalaia. Durante vistoria, algumas irregularidades foram constatadas resultando em multa e apreensão de materiais. Os trabalhos serão intensificados ao longo do mês e, nesta semana, quando se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, no dia 5 de junho.

De acordo com o comandante da Guarda Ambiental, Arnaldo Pontes Fonseca, três homens foram autuados e tiveram suas redes apreendidas, na Lagoa de Imboassica. A autuação se deu pela pesca em horário fora do determinado e rede com tamanho acima do permitido. O comandante explicou que a colocação da rede só é permitida entre 18h e 5h da manhã e a mesma deve medir até 200 metros, com malha de 7 centímetros.

Segundo a chefe de fiscalização da Superintendência do Inea em Macaé, Laila Bekai, os homens que receberam o auto de infração têm um prazo de 15 dias para apresentarem defesa. "É importante que os pescadores verifiquem as regras de pesca, como os tipos e tamanhos de rede e os horários para que não cometam nenhuma irregularidade", frisou. 

Outra ação foi no Parque Atalaia, a Guarda Ambiental atuou na repressão da caça de animal silvestre. Os agentes utilizaram drone com câmera, onde foram encontradas várias armadilhas e trabucos (arma de fogo improvisada que atira por meio de acionamento de um fio ao gatilho). Segundo Arnaldo, os agentes fizeram o patrulhamento na área de amortecimento do parque, de 8h às 16h30.

Os agentes desmontaram dois acampamentos, armadilhas e girais, uma espécie de banco de madeira suspenso, onde o caçador fica observando o animal. Os animais mais cobiçados pelos caçadores são tatu, paca e quati. A equipe da Guarda Ambiental vem fazendo um trabalho permanente na área desde o início da temporada de caça ilegal, que sempre acontece a partir do outono. “A colaboração da população por meio das denúncias é muito importante", pontuou o comandante da Guarda Ambiental. 

Gato-mourisco - Os guarda ambientais ainda realizaram a soltura do gato-mourisco, resgatado recentemente  no perímetro urbano do município. O animal está ameaçado de extinção e ficará no Parque Atalaia, que possui 235 hectares, com Mata Atlântica preservada e devidamente protegida.

A população pode colaborar denunciando crimes ambientais e até mesmo contatando a Guarda Ambiental ao encontrar um animal silvestre. O telefone do plantão 24h é (22) 99701-9770

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário