Macaé News
Cotação
RSS

Agentes comunitários passam por qualificação em Macaé

Publicado em 19/05/2014 Editoria: Cotidiano sem comentários Comente! Imprimir


Os 95 agentes comunitários de saúde (ACS) convocados em abril por meio do concurso público de 2012 começaram, na manhã desta segunda-feira (19), o Curso Introdutório para Agentes Comunitários de Saúde. A formação, com duração de duas semanas, acontece, na Cidade Universitária, através da parceria entre a Secretaria de Saúde, a Fundação Educacional de Macaé (Funemac) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A posse dos ACS  acontece no dia 2 de junho, na Secretaria de Administração.

O curso será a iniciação dos agentes no programa de formação continuada oferecido pela Secretaria de Saúde e tem como principal característica a multidisciplinaridade e conta com a colaboração de docentes da UFRJ. O Curso Introdutório é preconizado pelo Ministério (Portaria 2.527/ 2006) e é obrigatório pelo edital do concurso.

O subsecretário de Saúde, Michel Haddad, esteve presente à abertura e salientou a atuação dos agentes comunitários no controle de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão. "Esses profissionais são fundamentais nos casos em que o autocuidado na alimentação e na manutenção do peso, por exemplo, são imprescindíveis para a prevenção de quadros mais graves", afirmou.

A integrante da equipe de coordenação da Estratégia de Saúde Básica, Miriam Benjamin, mestre em Enfermagem pela UFRJ e especialista em Saúde Pública e em Saúde da Família, é uma das organizadoras do curso. Segundo ela, o principal objetivo dessa iniciativa é a qualificação para o trabalho. O enfoque do programa está nas informações sobre os territórios e sobre os procedimentos junto à população cadastrada. 

- O agente comunitário é o elo entre o sistema de saúde pública e a comunidade. É ele que nos apresenta às situações de risco e faz os encaminhamentos necessários -, ressalta.

Também a coordenadora da Estratégia de Saúde da Família (ESF), Cristina Cadinelli, frisou a importância dos agentes para o fortalecimento da relação entre assistência básica e comunidade. “A formação não se encerra com este curso. Assim como os médicos, precisamos estar sempre estudando e aprendendo”, disse.

A agente comunitária, Aline Ferreira, participante do curso, aprovou a realização do encontro de qualificação. "Pretendo buscar aqui todo o conhecimento que preciso para realizar um trabalho bem feito. É necessário conhecer para fazer a diferença", afirmou.

Atualmente, Macaé conta com 29 equipes de Estratégia de Saúde da Família e com mais de 180 ACS. Para os próximos anos, a previsão é que o número de equipes seja ampliado para 59.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário